quarta-feira, setembro 20, 2006


NEM SEQUER SABIAMOS QUANTOS FUNCIONÁRIO PÚBLICOS TEMOS, NEM A MÉDIA DE IDADE NEM QUANTO GANHAM

Em seis anos mais de 29 mil pessoas engrossaram a lista de servidores do Estado e em Dezembro do ano passado eram 737 774 pessoas. Isto, segundo a Base de Dados dos Recursos Humanos da Administração Pública, divulgada ontem pelo Governo, que vai servir de mote à definição de políticas de carreiras, escalões remuneratórios e formação profissional.
Esta Base de Dados, agora criada, serviu para fazer o levantamento do pessoal do funcionalismo público na medida que ninguém sabia responder a quantos funcionários tinha (tem) o Estado.
Em custo financeiros os funcionários públicos custaram, no ano passado, 13,3 mil milhões de euros. 568 384 trabalham na Administração Directa e Indirecta do Estado, 38 740 nas regiões autónomas e 130 650 nas autarquias.

Segundo o Governo esta Base de Dados, agora elaborada, serve para se apurar quantos empregados tem, onde estão e de que sexo, que idade têm, quanto ganham e que habilitações têm as pessoas que trabalham para a Administração Directa e Indirecta, Órgãos de Soberania e Serviços de Apoio.
Isto, foi anunciado por diversas vezes pelos representantes governamentais.
Sendo assim, isto só quer dizer que ninguém sabia ao certo quantos funcionários públicos tinha (tem) o Estado nem qual a média de idades, sexo, habilitações e – o mais grave de tudo – qual a média de ordenados.

Com gestores assim não há país que se aguente.
Ou será mentira o que acabei de escrever ?
MA

Comentários:
É uma boa notícia. Passa a haver, ao menos, conhecimento dos problemas.

Vamos lá a ver se não continua a fugir dinheiro "por debaixo da mesa".
 
Nem sequer sabiamos quantos funcionários publicos existiam ?

Fechem as portas e apaguem a luz
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]