domingo, maio 13, 2007


A FÉ DE UM POVO

Impressionante !
Mesmo os que apenas assistem ao “Adeus da Virgem” pela televisão não conseguem esconder a lágrima nem o crispar da pele com imagens tão magníficas.
È um Povo que reza; que venera; que se ajoelha.
È um Povo que chora em cada lágrima; em cada lenço branco; em cada repicar dos sinos das torres do santuário.
Foram mais de meio milhão.
Meio milhão de sedentos de apoio divino. A estes, juntou-se-lhes muitos mais milhões que, sem estarem presentes fisicamente, não deixaram de sentir o peso das imagens de fé.
OH Virgem. Rainha de Portugal – Quem resiste, num momento deste, a juntar a sua voz a tal cântico ?
Rainha de Portugal !
Eu te assumo como tal e só aTi – só a Tí – te aceito como tal.
Manuel Abrantes

Comentários:
Lindo
 
Absolutamente.
Boa semana e um abraço.
 
Neste post sobre Fátima e a fé do Povo não permitirei qualquer comentário de ordem politica ou menos próprio.
Os brincalhões t~em muito por onde escolher.
 
abrantes = pedófilo!
 
parabens Manuel Abrantes. A fé salva, a fé tem emparado este nosso Portugal. Quanto ao post anterior, só pode ser de um anarquista sem educação. E não faço mais comentários, porque pessoas destas não merecem que percamos tempo a divagar sobre elas.
 
Foi impressionante, de facto. Mesmo para um não católico.
Um abraço.
 
Impressionante, de uma beleza e força anímica que fez estremecer de Fé e de Esperança as fundações da Pátria.

Senhora Santa Maria, Senhora e Rainha de Portugal: valei ao Vosso Reino e ouvi as súplicas de quem vos roga de coração aberto. Salvai Portugal.

Bem haja, Caro Abrantes.
 
Ainda bem que há tantas pessoas com os olhos abertos e de um sentimentalismo destes. Portuguêses de gêma a tempo inteiro. Ainda bém que no vocabulário do autor a "má-fé" não tem lugar. Nem que seja para se autocriticar por se ter esquecido de acrescentar, que tudo o que aqui foi dito foi de "boa-fé" e que não é para ser lido nas entrelinhas. Porque isso era feito antes do 25 de Abril para se esconderem as mensagens importantes das pessoas que lutavam contra ideias identicas às aqui expostas. Com tanto sentimentalismo e tanta fé até se vai acreditar que Portugal é o centro do mundo no que diz respeito a manifestações de proximidade humana.
 
Sr do comentária acima:

As idéias aqui expostas são as minhas. Há quem concorde e quem discorde.
Este blogue não está ao serviço de nenhuma ideologia politica. Mesmo intitulando-se "Estado Novo" não quer dizer que defenda ou seja saudosista da tal sistema.
Já uma vez (ou mais...) aqui escrevi que o nome de Estado Novo só foi o escolhido porque Novo Estado não me soava bem.
Respeito a figura de Salazar mas não deixo de criticar muitas das suas acções política.
Só mais uma coisa:
Nacionalismo não é nenhuma ideologia. È uma forma de encarar uma filosofia política.
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]