sexta-feira, maio 25, 2007


MÁRIO LINO
“A MARGEM SUL É UM DESERTO”
QUASE UM MILHÃO DE HABITANTES NUM DESERTO SEM CAMELOS


Este ministro, iberista confesso, se não existisse tinha de ser inventado.
O ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações caracterizou a hipótese da construção do novo aeroporto na margem sul do Tejo como uma obra “faraónica” considerando a margem sul como “um deserto”.

Para o ministro, esta opção não é possível porque no local apontado, a zona do Poceirão no concelho de Palmela, “não há gente, escolas, hospitais, comércio, onde não há indústria nem hotéis”.
Então o senhor ministro desconhece que é aqui, neste concelho, que está em funcionamento uma fábrica que representa mais de um por cento do PIB nacional ?

Bem. Mas será que a Ota tem tudo isto?
Então o grande problema do actual aeroporto da Portela não reside no facto de estar envolvido por urbanizações com milhares de habitantes ?
Então os grandes aeroportos internacionais nas principais cidades europeias não foram deslocados para zonas menos populacionais e afastados dos grandes centros urbanos?

Mas isto é um ministro das Obras Públicas ou um contador de piadas ?
Aliás, mas isto é um ministro?

UMA BOMBA NA PONTE OU MAIS UMA AFIRMAÇÃO BOMBÁSTICA

Para ajudar o amigo e ministro, o socialista Almeida Santos veio a terreiro lembrando a hipótese de possíveis acções terrorista na ponte que liga as duas margens do Tejo. Resta saber se estava a referir-se à ponte Vasco da Gama ou a velhinha Salazar, agora 25 de Abril.

Bem o senhor Almeida Santos devia, também, querer dizer que seria necessário desmantelar a ponte Salazar, agora 25 de Abril, na medida de que se houver uma acção terrorista nós ficamos com toda a nossa Marinha bloqueada.
Pois… Ficamos sem saída para o mar.

Bem! Cada vez se enterram mais. Se um diz “mata” o outro diz “esfola”.
O problema não reside nestas afirmações da mais pura das leviandades.
O problema reside no facto dos destinos do País estar entregue a este tipo de políticos.
Ás vezes, tenho pena do Sócrates. Deve ser triste ter de viver com a aflição provocada pelas bacoradas de alguns dos seus ministros. Mas ele lá sabe. Foi ele que os escolheu.
Manuel Abrantes

Comentários:
Hello my dear friend.
I've heard about your prooblem and I think that I can help you wth some revolutionary terapy.
Contact me.
Your,
Dr. Welsh Brannigan, MD
 
o que eu gostei mesmo foi o almeida santos vir por paninhos quentes em cima do assunto !
 
paninhos quentes?! fdx, deu um gozo completo na cara dos portugueses, esse maçon.
eles gozam e ninguem se importa, ja basta de ladrões!!!!!!!
 
Aliás, o Almeida Santos ainda terá de responder - nesta ou noutra vida - pelos portugueses que entregou à Frelimo, quando estavam refugiados no edifício do Rádio Clube de Lourenço Marques...
Foram todos chacinados. Mas ninguém parece lembrar-se, e o avental-bildeberguiano-Santos anda para aí a pavonear-se e a dizer asneiras.

Nada justo nem perfeito, em meu entender4 (ele percebe o que quero dizer).
 
Lamentável e vergonhoso.
Um bom fim de semana e um abraço.
 
coerente como sempre parabens pelo post Abrantes, é engraçado ver que neste tipo de posts os engraçadinhos da blogosfera não cometam sabem que voce tem toda a razão
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]