quarta-feira, maio 23, 2007


PORTUGAL
CONDENADO A SER UM PAÍS DE VELHOS


O Instituto Nacional de Estatísticas revela que 60 por cento dos casais portugueses não tem filhos e 24 por cento apenas conta com uma criança. Segundo o INE prevê-se que, em 2005, existam três milhões de idosos em Portugal, ou seja, um terço da população. Isto em contraste com a previsão de que, nas próximas décadas, existam apenas um milhão com menos de 15 anos.

Também, e segundo o INE, em 1960 havia 2,5 milhões de crianças em Portugal, em 2005 existia apenas 1,2 milhão.

Maria José Carrilho, especialista do Instituto em demografia disse à emissora TSF que «precisamos de muitos anos para repor os efectivos populacionais jovens que já perdemos”. Para a especialista «desde o início dos anos 80 que a fecundidade não é assegurada, ou seja, a substituição de gerações é inferior a 2,1 crianças por mulher. Portugal tem um índice de fecundidade 1,4 crianças por mulher e está abaixo do nível da União Europeia».


Preocupante!!!

E para se combater isto incentiva-se por vias legais e com subsídios estatais o aborto, a destruição dos conceitos da família tradicional e preparamo-nos para aceitar o casamento oficial entre pessoas do mesmo sexo.
Não haja dúvida nenhuma que caminhamos para um tipo de sociedade que só nos levará ao caos e ao abismo. Uma sociedade onde o seu pilar de base – a Família – foi destruída em nome do individualismo e de uma sociedade consumista.
Tudo em nome de uma auto-intitulada evolução e dos direitos individuais. Nem a evolução nem os direitos individuais serão conseguidos por este caminho.
Este caminho só nos levará ao caos e à desertificação social.
Quando não se incutem princípios sociais e, até pelo contrário, se combatem e se destróiem, uma sociedade está condenada aos caos.

Não pretendo ser arauto da “má nova”. Todos temos consciência disto. Não é novidade nenhuma.
Que cada um de nós consulte a sua consciência e reflicta sobre o assunto. Já que falamos tanto na preservação do meio ambiente está na altura de preservamos a espécie humana.
Não deixemos os macacos tomarem conta disto.
Manuel Abrantes



Comentários:
Parece, infelizmente.
Excelente tema para uma blogosfera entretida com imigrantes.
Boa noite, um abraço.
 
Parece que só «chovem» velhinhos...
 
http://aguia-de-ouro.blogspot.com/

Visitem: futebol e política num só!
 
É verdade na aldeia onde moro ha muito pocos jovens....ó Abrantes e que tal um post sobre iberismo
 
Já escrevi a mensagem anteriormente
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]