terça-feira, julho 03, 2007

CAMPANHA ELEITORAL PARA A CÂMARA DE LISBOA
PORQUÊ VOTAR NOS NACIONALISTAS


Com a campanha eleitoral, a decorrer na cidade de Lisboa, não podia deixar de escrever sobre a importância do voto nos Nacionalistas. È claro que estou a referir-me ao Partido Nacional Renovador e ao seu cabeça de lista, José Pinto-Coelho.

Participar num acto eleitoral não só é um dever cívico como um dever de cidadão para com a Nação. È uma responsabilidade que todo e qualquer cidadão deve assumir.

Os Nacionalistas, a única coisa que pedem é que a população de Lisboa participe no acto eleitoral e que vote em consciência.
O voto com consciência é uma antítese do voto útil. Este tipo de voto – muito incutido nas populações – não só desvirtua o verdadeiro “sentir” dos eleitores como perpetua os dois maiores partidos ( PS e PSD) como “donos e senhores” da Democracia Portuguesa. E, quando alguém se sente “dono e senhor” de algo, confunde sempre o dever de humildade para com outros com a arrogância do poder. Neste caso, confunde o poder Democrático com o poder absoluto.
Enfim, confunde a gestão democrática com o absolutismo.

Mas vamos a algumas das razões do voto nos Nacionalistas.
Os Nacionalistas têm a consciência que ainda não têm a força necessária – por enquanto… para colocar, na ribalta do poder, os seus ideais.
Os nacionalistas não se limitam a confrontar as posições assumidas pelos partidos do poder. Vão mais longe:
Entendem que este sistema e a forma governativa não defendem – bem antes pelo contrário – os interesses Nacionais, a família e a segurança física e psíquica das populações. Ter segurança não se resume a não ter medo de andar nas ruas. É, também, não ter medo de viver, não temendo o futuro. Esta é que é a grande segurança do ser humano.

Os Nacionalistas lutam por isto. Não possuem nenhuma “varinha mágica” para implementar estes princípios. Lutar por este princípios é um direito que lhes assiste. Mas, sem o voto popular, a sua voz jamais passará de uma simples ânsia de querer. Mais nada…
O pensamento Nacionalista está, em Portugal, numa fase embrionária.
Está na altura de todos, os que defendam que os valores Pátrios e da Família sejam o pilar de base das linhas políticas, de lutar por esses princípios.
Não é necessário militar politicamente neste ou naquele partido que se assumam, ou venha a assumir-se, dentro destes princípios. È necessário, apenas, participar com opiniões e estratégias.
Neste momento o PNR é a única voz oficial desta linha de pensamento. O apoio para que a sua voz se imponha é fundamental. È por isso que aconselho votar nesta candidatura à CML.

Dificilmente José Pinto Coelho será eleito vereador. Nós Nacionalista, não entramos em demagogias eleitoralistas. Mas, queremos que a força Nacionalista cresça em número de votos.
Em 2009, para as Legislativas, queremos obter um resultado que nos permita estar representados na Assembleia da República.
Que alguém “grite” pelos direitos da Nação e da Família no hemiciclo de S. Bento.
Que a voz da Pátria, e dos seus valores, seja ouvida em tal lugar; que a Família seja o expoente máximo dos princípios Nacionais.
È por isto que lutamos. È por isto que pedimos o vosso apoio e, muito especialmente, a vossa critica às nossas atitudes para que as possamos corrigir.
Manuel Abrantes

Nota: Não voto em Lisboa nem sou candidato


Comentários:
tenho pena de nao poder votar visto que vivo na margem sul . viva o pnr !
 
Vim a correr só deixar um abraço de bom dia.
Também não voto em Lisboa mas se calhar tens razão.
 
(Nestas só pode votar quem reside em Lisboa).
Mas a questão importante é: se se mudasse este sistema seria por outro VERDADEIRAMENTE melhor?
- Só assim valeria a pena.
 
«Que alguém “grite” pelos direitos da Nação e da Família no hemiciclo de S. Bento»

Pena não gritar tb pelos direitos dos contribuintes...
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]