terça-feira, julho 10, 2007


EMPRESA MUNICIPAL DA GESTÃO DOS BAIRROS DE LISBOA
PROMOVE CONCERTOS EM VEZ DE SOLUÇÕES

Fernando Negrão e Manuel Monteiro, dois candidatos à CML exigem a demissão de Francisco Ribeiro, presidente da empresa municipal Gebalis - Gestão de Bairros Municipais de Lisboa. Em causa está o apoio desta empresa municipal à promoção de um concerto do cantor Toy, em Marvila.

Os dois candidatos acusam esta empresa municipal de ter utilizado os dinheiros do município para promover o concerto do cantor e autor do hino de campanha do ex-presidente, e agora candidato, Carmona Rodrigues.
Segundo as acusações é “um aproveitamento ilegítimo de meios públicos para beneficiar a candidatura de Carmona Rodrigues”, especialmente quando o seu presidente (Gebalis) é, simultaneamente, o sétimo nome da lista de Carmona Rodrigues.

O porta voz da campanha de Fernando Negrão diz que “é um facto inaceitável e que revela a utilização de funções e de dinheiros públicos em benefício de interesses particulares e que são contrários aos mais elementares princípios e valores da democracia e de um Estado de Direito”.

Também para o candidato socialista , António Costa, sobre o assunto, afirmou: “Nem quero acreditar que isso seja verdade”.

Bem! Quando uma empresa Municipal, que tem por dever a gestão dos bairros da cidade, promove concertos de música ligeira – para não lhe chamar ou nome…- é bem a imagem de governação da anterior gestão. Da anterior e das outras. Porque isto não é de agora.

Só gostava de saber o que é que uma gestão de bairros tem a ver com concertos de música. Como não conseguem gerir os problemas dos bairros da cidade vão-lhes dando música da pimbalhada. Com todo o respeito por este tipo musical. Nada tenho contra nem a favor…

Isto só prova que, com esta gente, nada vai mudar em Lisboa. Vai continuar tudo na mesma. O compadrio, a devassa dos dinheiros públicos e, acima de tudo, a falta de clarividência numa gestão autárquica.
Não estou a ser pessimista nem optimista. Estou apenas a dizer o que sinto. E como eu deve haver milhares e milhares de cidadão.

Já não se olha a meios para atingir fins. Uma empresa criada para gerir os bairros de Lisboa e resolver os seus inúmeros problemas, gasta tempo e dinheiro na promoção de concertos musicais.
O que interessa é música para abanar o rabo e viva o Carmona e o sr. Presidente da Gebalis, que é amigo e compadre politico do primeiro.

A EGEAC – Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural, que devia promover este tipo de actividades, está mais interessada no apoio às iniciativas dos gays e afins.
È tudo gente boa ou boa gente. Como lhes queiram chamar
Manuel Abrantes

Comentários:
Empresa Municipal da Gestão dos bolsos de alguns políticos.
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]