sexta-feira, julho 20, 2007


GENTE RICA É ASSIM….
DEPUTADOS VÃO PASSAR A TER SECRETÁRIO (A) PARTICULAR



Com a maioria dos votos do PS e do PSD os deputados à Assembleia da República vão passar a ter um assistente individual.
Cada deputado passará a possuir o direito de contratar secretário (a) particular às custas da Assembleia da República.
Que não concordou com esta medida foi o CDS.
O deputado centrista, Mota Soares, justificou o voto contra do CDS dizendo: "Isto consagra um acréscimo de custos que terá de ser pago pelo Parlamento. Num momento em que se pede aos portugueses um conjunto de sacrifícios, é um direito que não se afigura necessário".
O PCP também votou contra e o BE fez o nim: absteve-se.
O socialista António José Seguro justificou a medida dizendo que “um bom exercício da função de deputado justifica o apoio. Nem toda a despesa é má despesa, a eficiência não se obtém a custo zero".

Pois não, senhor deputado. Diz muito bem: a eficiência.
E onde é que está essa eficiência dos deputados ?

Para além de inúmero de assessores que os grupos parlamentares já têm – tirando os funcionários permanentes do Parlamento – poderá, agora, a AR ( todos nós…) ter de sustentar mais 230 secretários(as).

Se cada novo secretário(a) só ganhar 1500 euros/mês – o que eu não acredito…- vai dar um valor mensal de 345.000 euros. Se multiplicarmos isto por 14 meses vai dar quase 5 milhões de euros/ano.
E, isto, é se a despesa com cada um for de, apenas, 1.500 euros mês. O que não é, de certeza absoluta.
Vai haver as deslocações, os subsídios de almoço, de representação, as horas extraordinárias, etc, etc. E as despesas inerentes a estes secretários(as) não serão, apenas, de 1500 euros mensais. Este valor é um cálculo meu. Não se discutiu nem se sabe quanto irá receber cada novo elemento. Nem se sabe, sequer, se há um vencimento igual para todos ou não, nem, sequer, como é que isto se vai desenrolar.

Uma coisa é certa: o PS já pode arranjar mais 121 boys, o PSD mais 75 e os bloquistas mais 8. Quanto ao CDS (12 ) e ao PCP/PEV (12) só espero que mantenham o princípio e não arranjem mais uns lugarezitos prós-compadres. Provavelmente, irão dizer: -Não concordamos, mas como os outros têm…

Bem, que o parlamentarismo como está nos sai caro. Isso sai !
Tá bem! Assim, os 150.000 empregos que José Sócrates prometeu criar já só ficam a faltar 149.770.
Já não falta tudo…
Manuel Abrantes

Comentários:
Como só falam dois ou três por partido, assim o secretário passa a representar o Sr. deputado no parlamento, ao contrário o sr. deputado que é também administrador lá no tacho estar mais à vontade.
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]