segunda-feira, agosto 20, 2007


ECOLOGISTAS (???) VANDALIZAM PROPRIEDADE COMO FORMA DE PROTESTO.

Um movimento auto-denominado, Movimento Verde Eufémia, e perante a passividade da GNR destruiu um campo de milho transgénico na herdade da Lameira, no concelho de Silves.
Cerca de cem manifestantes, na maioria jovens portugueses e estrangeiros, resolveram protestar, no final da passada semana, contra a plantação de organismos geneticamente modificados, vandalizando vários hectares da plantação de milho transgénico na propriedade do agricultor José Menezes de 56 anos.
Segundo o jornal “Público” o agricultor em desespero e perante a passividade dos agentes da autoridade confidenciou ao matutino que “destruíram o único meio de subsistência que eu tinha" acrescentando que “é disto que os meus filhos e mulher vivem. É a única fonte de rendimento. Se ceifarem este milho, eu morro à fome".

A GNR que se encontrava no local apenas identificou meia dúzia de vândalos, não produzindo nenhuma detenção nem fazendo esforços para evitar a destruição da seara do agricultor algarvio.
O director regional de agricultura do Algarve, Castelão Rodrigues, confirma: "A plantação de milho está autorizada, foi fiscalizada e cumpre todas as regras legais."Perante todos estes acontecimentos o Ministério da Administração Interna considera "inaceitável" a "destruição de bens patrimoniais alheios" e anunciou que vai lançar uma investigação ao caso

E QUE VIVA “A DESOBEDIÊNCIA CIVIL”

O porta-voz do movimento “Verde Eufémia”, Gualter Baptista, diz querer "restabelecer a ordem ecológica, moral e democrática que tem sido constantemente deteriorada pelas políticas da União Europeia e pelo Governo português".
Para esta aberração de politico a atitude tomada pelos manifestantes e seus camaradas, ao vandalizar parte da primeira plantação de milho transgénico no Algarve com 50 hectares, teve um significado "simbólico" para outras iniciativas futuras.
O auto-denominado Movimento "Verde Eufémia", afirmou Gualter Baptista, "está disposto a defender o direito à desobediência civil". Ou seja: passar por cima de todas as leis e impor a sua autoridade revolucionária.
Segundo este “revolucionário” o nome do movimento que se intitula de “Verde Eufémia” é uma homenagem à trabalhadora rural comunista Catarina Eufémia de Baleizão.
Voltamos ao PREC (Período Revolucionário em Curso). Já só falta um Vasco Gonçalves para benzer a bandalheira revolucionária.
Até ao momento, comunistas, bloquistas e até o Manuel Alegre ainda não “tossiram nem mugiram” perante este caso de vandalismo. Só se preocupam com o aparecimento de políticos Nacionalistas, que urge ilegalizar porque se tratam de “reaccionários perigosos”. Podem não fazer mal (fisicamente) nem a uma mosca, mas são admiradores do Salazar. È urgente, por isso, acabar com eles.


Mas voltemos aos ecologistas revolucionários:
Que esta gente não goste de produtos geneticamente modificados, eu também não. Mas daí a atitudes como esta só demonstram a irresponsabilidade e um espírito de destruição maquiavélico. Para além de partirem montras, vandalizarem lojas, agredirem polícias, agora, são especialistas em destruir searas.
E ninguém os prende por atentados à ordem pública. Nem os prendem nem pedem a sua ilegalização. Será que estão a cumprir a Constituição da República?
Veja lá o leitor se eles vão destruir os campos clandestinos de plantação de cannabis como forma de protesto?
Não sabem onde ficam? Talvez…Quem sou eu para dizer o contrário


ÙLTIMA HORA

Depois de todos estes acontecimentos de puro vandalismo revolucionário veja o leitor o que se publica, hoje, sobre esta gente:
O Ecotopia - encontro internacional que decorre em Aljezur e de onde saíram jovens que participaram na destruição de um hectare de milho transgénico, numa herdade em Silves - é apoiado pelo Instituto Português da Juventude (IPJ). No portal http/juventude.gov.pt, está destacado na agenda de eventos, na categoria de formação e educação. "19.ª Edição do Ecotopia: é ecológico e é um acampamento internacional! Participa!", aconselha a página destinada aos jovens.

Bem! Nem faço comentários.
Manuel Abrantes


Comentários:
"Voltamos ao PREC." É, de facto, o que faz recordar.

Lá numa coisa temos de lhes dar a palma: ceifam rápido! É pena é não terem percebido que a Catarina Eufémia ceifava para se sustentar, e eles agora impedem precisamente que o pobre congénere algarvio faça o mesmo que ela fazia! E que é isso de desobediência civil? Então é lá sequer civil a desordem e destruição de bens privados? Desobediência é, se é civil, duvido muito.
Escândalo pelo apoio institucional a tais organizações.

Parabéns pelo regresso, amigo Abrantes, só é pena que as notícias façam lembrar outros Verões mais quentes que não interessa que voltem.
 
Caro amigo,

Espero que tenhas tido boas férias.

Um abraço.

Marques.

Aproveita e vai ver o tópico que eu coloquei hoje no Fórum Pátria.
 
Pois é esses criminosos do PNR deveria jer julgados. Tem algum jeito andar a estragar a propriedade do precário agricultor?
 
Cá está o Abrantes na sua máxima força. Uma semna que me pareceu uma eternidade.
Este tipo de cima antonio do telhado deve estar com os copos ou outra coisa. Já nem sabe distinguir os amigos dele (comunas) e o do pnr
 
para a forca e em força...
 
Deplorável, no acto cometido! Deplorável na ajuda do IPJ!
 
Sou contra os trangénicos, como tambem a forma de luta levada a cabo por estes senhores de esquerda, a pessoa visada, o senhor João Menezes que muito pouco ou nada sabe sobre os transgénicos, teve que acarretar com estes “ambientalistas” delinquentes. Devemos actuar em defesa dos interesses do nosso país, mas de uma forma ordeira.

A pergunta que faço é a seguinte: e se o senhor João tivesse sucumbido ao ataque cardíaco?

saudações Nacionalistas
 
O saber não ocupa lugar!!
Parecer conjunto do Conselho Nacional de Ambiente e Desenvolvimento Sustentável / Conselho Económico e Social sobre OGM (2000)
http://www.cnads.pt/docs/ParecerOGM%20Dezemb2000.pdf
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]