sexta-feira, agosto 03, 2007

É PREFERIVEL UM REBANHO TRESMALHADO
DO QUE UM REBANHO ENCARNEIRADO


O artigo publicado com o título “A Blogoesfera e a Difusão do Pensamento Nacionalista”, em 30 de Julho, tem causado uma certa celeuma.
Há, até, quem considere que foi uma estratégia concertada da minha parte.
Bem! Posso ter muitos defeitos mas não me considero parvo.
Então ia escolher o pico do período de férias para lançar uma estratégia concertada?
Que raio de estratégia seria essa ?
Mas, deixemos isso…

A situação reside no facto de que o Nacionalismo saiu das catacumbas onde, e até há pouco, estava remetido.
Isto é um facto que se pode agradecer ao PNR e ao rosto mediático do seu líder.
È um facto imensurável!
Contudo, a imagem transmitida pelos médias foi, calculadamente, e aqui sim: concertada, transmitida debaixo de uma imagem de radicalismos políticos, de racismo e de xenofobia.
O problema é que ainda ninguém conseguiu desfazer essa imagem, sobrepondo-a com a implantação do pensamento Nacionalista.

Os médias falam em extrema-direita, radicais, etc e os acusados não respondem, nem responderam, com uma estratégia politica de implantação da palavra Nacionalismo.
Mesmo nos poucos tempos de antena ninguém soube aplicar essa palavra de forma a ficar no ouvido das populações.
Ninguém soube explicar, de uma vez por todas, o que é o Nacionalismo;
Ninguém soube fazer o destrinçamento entre as nomenclaturas da esquerda/direita e os Nacionalista que abominam tal rotulagem;
Ninguém soube fazer o destrinçamento entre pensamentos de politicas totalitárias e o pensamento Nacionalista;
Ninguém soube explicar qual é o caminho escolhido pelos Nacionalistas de hoje no espectro político;
Ninguém soube explicar qual é a diferença entre (alguns…) Nacionalistas de hoje e as politicas que foram praticadas, em tempos idos, em nome desse mesmo Nacionalismo;
Enfim. Ninguém soube impor o Nacionalismo no seu devido lugar e como alternativa credível na política Portuguesa.

E, como a única pessoa que falou aos médias foi o líder do PNR cabe-lhe a ele acarretar com as consequências politicas do facto, assim como aos militantes que vivem mais próximo dele e que, pelos vistos, não o sabem, nem o souberam, aconselhar.
Pode ser que mude. Tenho fé nisso. Aliás, só me resta ter fé….
Pode não servir ao líder do PNR mas há um velho ditado que diz:
-Diz-me com quem andas que eu digo-te que és.

È por todas estas razões que coloquei o título: È PREFERIVEL UM REBANHO TRESMALHADO DO QUE UM REBANHO ENCARNEIRADO.
Talvez, por isso, o Nacionalismo não necessite, assim tanto, de um rosto mediático. Necessita é de muitos rostos que transmitam crédito às populações.
Claro que não excluo o do líder do PNR. Nem este líder partidário nem todos os que se sintam com coragem em dar a cara na difusão e implantação do pensamento politico Nacionalista. E, o pensamento Nacionalista, não está confinado a uma única organização politica. Cada um que lute por ele da forma que entender.
Manuel Abrantes

Comentários:
Para não alimentar mais a celeuma e dar armas ao inimigo, o melhor é tratar deste assunto em sitio próprio a combinar.

Saudações Nacionalistas
 
Assisto, pronto.
Abraço,
 
Abrantes tens coragem para vir dizer isto a um Conslho Nacional.
Estas escondido no net e na merda deste blogger.
 
Ena já cá faltavam as ameaças e as provocações.
Senhor ou senhora eu escrevo,não sou anónimo e até publico a minha foto.
A minha coragem (????) não é anónima.
As interrogações são porque escrever não é um acto de coragem. è um acto de principio. Nãoé necessária nenhuma coragem. Só é necessário ter princípios.
E tenho a consciência de que não sou detentor da verdade absoluta.
Sou apenas detentor da minha verdade. Por isso a assumo
 
Força Manuel Abrantes


O meu amigo está imparável.
Não se intimide com as ameaças nem com quem mexeu com o ninho de vespas.
Continue. O "estado Novo" já é um espaço de referência na discussão política.
PELO NACIONALISMO DEMOCRÁTICO
 
podes nunca a vir a ser "história" mas no Nacionalismo já és um ponto de referência.
podes crer
 
Depois de um dia a celebrar a cultura portuguesa e o passado nacional. Depois de um dia a celebrar o nacionalismo feroz de outros tempos. Depois de um café e de um licor pachorrentos. Depois de tudo isso, venho ao blogue nacionalista de eleição e rio-me. Senhor Abrantes, sem modéstia nenhuma, eu digo-lhe que escrevia desta maneira aos 15 anos. Não é uma questão de escrita, per se, é a ordem de ideias que apresenta, a selecção inconsciente de alguns vocábulos, os trocadilhos, e as lenga-lengas dos costume. É enternecedor. E pensar que o povo, esse rebanho que deve acolher o nacionalismo, só quer ser feliz. Daquela felicidade muito especial que tem a ver com o conforto, o prazer, a alegria de um dia bem passado comendo, viajando, bebendo, pinando outro ser humano do sexo oposto, ou do mesmo sexo. Aquelas coisas que não têm nadinha a ver com ideais bolorentos e medievos. Numa feira medieval só se viu progresso. No blogue do nacionalismo do futuro só se vê atraso.
 
Meu caro amigo ;
Abrantes

Sabes que não estás sózinho, estou contigo a toda a hora.
Olha vou-te dizer que a partir de Setembro vou deixar de ser militante do PNR, não me consigo conjugar com esse partido, apesar de ter sido sempre bem tratado com as pessoas desse partido, mas não me reivindico nele !!!
Por isso vou seguir a minha vida e eles a vida deles , do qual espero o melhor sucesso !!!
marcorijo
 
Caro
Abrantes,
Até parece que lemos pela mesma "cartilha".
É evidente que, alguns, principalmente os mais jovens e de sangue na guelra, poderão ficar incomodados, mas o tempo dar-no-á razão.
Se queremos que o Nacionalismo, esse ideal e meta para defesa do nosso Povo e desta nossa Nação, casa do Povo Português, avance, também é necessário que haja alguma discussão e troca de ideias.
Não me parece mal, desde que não seja em moldes ofensivos, que seja num blog, um local público portanto, que se debatam essas ideias e esse ideal, até porque assim, deixa de ser ou parecer uma coisa de grupos de "perigosos agitadores ou terroristas", pois é essa a fama que os média, controlados pela verdadeira extrema-direita, querem fazer passar,ou já se esqueceram daquela notícia que saiu num semanário muito conhecido, dois dias antes das legislativas de 2005, a dizer que havia no PNR pessoas acusadas de vários crimes desde ameaças físicas até colocação de bombas?
Soube de tal notícia, porque a minha mulher, que estava numa mesa de voto, foi avisada por uma colega, por acaso comunista, que disse que os fulanos do PNR deveriam ser todos presos, é isto que querem???
Quantos votos não se perderam? Com que impressão ficaram as pessoas vulgares, acerca do Nacionalismo e dos nacionalistas?
Tive até certas pessoas "amigas", que sabendo que era nacionalista, deixaram de me falar ou passaram a olhar de soslaio e já nem falo do que perdi em termos profissionais, será isto que esses "ferverosos nacionalistas" querem?
Se estiverem em casa dos pais, ainda vá lá, agora quando estiverem por vossa conta e deixarem de ter para comer, vão ver como mudam de ideias.
O Nacionalismo aquele que defendo, não é mais do que afinal o modo de encarar a Pátria, não deverá ser imposto tipo Ditadura, nem enfiado pela garganta abaixo como se fosse óleo de fígado de bacalhau, deverá ser absorvido, compreendido e acima de tudo sentido, não tem lógica nenhuma, que, andemos de mão esticada (o que não tem mal nenhum), botemos faladura Nacional-revolucionária e depois vamos comer uns hamburgeres aos Mac Donald's, beber Coca-colas (boas para limpar moedas de cobre), comamos fruta estrangeira, vistamos uma calças ou uma camisa com etiqueta "made in France" (normalmente made in China), e desprezemos o que é português, o Nacionalismo não é isso, é defendermos o que é nosso, sem evidentemente, atacar o que é estrangeiro só por o ser.
Devido a essa atitudes, quantas pessoas não ficam desempregadas todos os dias, quantos portugueses não são obrigados todos os dias a partir para o estrangeiro, onde está o nosso patriotismo afinal?
Quanto a ideais estranhos, como o fascismo, o nacional-socialismo, o próprio comunismo, todos são invenções do homem, como tal, tem coisa boas e coisas más, deveremos aproveitar o que é aproveitável, mas nunca esquecermos duas coisas: 1º-é que esses sistemas politicos não são todos iguais, cada povo tem a sua própria "alma", e isso influência (e de que maneira), o próprio pensamento político dos seus dirigentes e do próprio povo. 2º- são sistemas datados no tempo, é absolutamente impossível, nem mesmo com um grande milagre, que, houvese condições para se voltar a estabelecer novamente esses regimes.
Vejam como cada vez mais se apertam as malhas aos nacionalistas nestas pseudo-democracias, são olhados com desconfiança ou até perseguidos e presos.
Por fim, quero dizer àqueles que se reclamam dum ideário nacional-socialista ou parecido, que, conheci alguns nazis alemães e nunca os vi de emblema ou com tatuagens, nesse tempo, princípios dos anos 60, tive um vizinho que tinha saído da Alemanha depois da guerra, importante figura numa empresa alemã, mas nunca falava no passado, a mulher, por acaso portuguesa, é que falou ao de leve da vida na Alemanha durante a guerra e no regime de Hitler, falei com outros alemães mas nunca "desabafaram" grande coisa.
De qualquer forma, a mim pessoalmente, não me causam grande preocupação, tal não acontece à maioria das pessoas, pelo que, acho que qualquer manifestação pública desses ideais, está apenas a conduzir ao seu fracasso.
Nunca esqueçam que, muita gente foi prejudicada com esses regimes e não lhes perdoam.
Acima de tudo, o Nacionalismo para singrar e se impôr, terá de ser fruto de muita discussão para se chegar a uma definição, e dessa forma correr também com os "penetras".
Enquanto cada um pregar o seu próprio "nacionalismo", nada feito.
Cumprimentos a todos.
 
Parece que isto vai de mao a piao...

Parabéns pelo "bom trabalho" em prol da causa nacionalista.

Vivendo e aprendendo. Sempre!
 
Senhor ou senhora d.j.ii
Folgo imenso por saber que “guardou” um dia para celebra a cultura portuguesa e o passado nacional.
Não se esqueça que, num ano, ainda lhe resta 364 dias.
Eu, aos 15 anos, escrevia poemas e , penso que aos 17, iniciei-me nos jornais. O Diário Popular e o Diário de Lisboa foram a minha escola de iniciação jornalística. Isto sem esquecer o meu grande mestre e mentor: o poeta David Mourão-Ferreira.
Como pode constar, provavelmente, já escrevia mal – como se diz na gíria – nessa altura.
Hoje tenho 56 anos e ando a aprender a escrever com algumas figuras iluminadas da arte do “bem escrever”.
O problema não está – para muito gente – na escrita e na forma. Está no que se escreve e na interpretação de quem lê. Se o que beber da palavra escrita lhe agradar e for ao encontro da sua linha de pensamento: é um grande articulista.
Se, pelo contrário, o que beber da palavra escrita não for do seu agrado: o articulista é uma besta que não sabe escrever.

Quanto ao atraso do que intitula “nacionalismo de futuro” é a sua opinião, que muito respeito.
Só que para mim não existe esse “nacionalismo de futuro”. Para mim o Nacionalismo é, já e por si só, o futuro.
Manuel Abrantes
 
Marco Rijo
Meu caro amigo e camarada
È, para mim, uma noticia triste. Mas é uma atitude que respeito.
Tal como o digo no texto: “ (…)o pensamento Nacionalista, não está confinado a uma única organização politica. Cada um que lute por ele da forma que entender.”
Luta amigo Marco Rijo
Continua a tua luta onde quer que seja.
Eu e este blogue estaremos sempre contigo.
Ao contrário do que alguns irão dizer não foi “uma perda para o movimento Nacionalista” mas – na minha opinião - foi um ganho.
O Movimento Nacionalista não tem patrões nem detentores da verdade absoluta.
O Movimento Nacionalista não está confinado a um único partido ou associação.
O Movimento Nacionalista começa, agora, a tomar posições para a grande maratona da politica Nacional.
Só que há uns que correm essa maratona e outros que ficam na linha de partida porque, agarrados a velhos dogmas do passado, as pernas já não lhe respondem nem sequer para iniciar a corrida.
MA
 
E agora ao senho "a"

Para si o "bom trabalho" é aceitar tudo como está (refiro-me, concretamente, ao movimento Nacionalista)e calar as opiniões porque, isso,é dar "armas ao inimigo".

Discutir sim, mas em ambiente fechado e em "locais próprios".
Ou seja: a sede do partido,porque é ali que moram os donos e senhores do Movimento Nacionalista.

Nada de discussões públicas, porque isso só "dá armas ao inimigo".

Ou muito me engano ou já conheço isto da praxis política do PCP.

Estou equivocado, Não estou ?
 
O passado,passou.
Tudo na vida tem a sua fase.
Numa determinada fase o PNR foi útil ao Nacionalismo.
Depois deixou de ser.E só pode.
Nele não existem quadros,técnicos,simples licenciados,conhecimento cientifico,meios,em suma tudo o que transforma e dirige uma organização na sua relação com a sociedade.
Portanto,nem tenho comentado o caso,porque o considero ultrapassado e encerrado.
Fui do PNR e deixei-o.Ponto final.
Para mim é como me tivesse demitido de uma firma que não me agradava.
Pode-se ficar com conhecimentos e amizades,mas aquela firma não serve.
Cada um vai ao seu destino dentro das suas possibilidades.
Claro que qunto menos possibilidades,pior a "empresa"fica.
Mas isso é um problema dela!
Portanto Abrantes,saúdo-te!Também a ti Marcorijo!E muitos outros!
E vamos mas é olhar o futuro para a nossa empresa e de muitos milhares de Portugueses!!
 
Esqueci-me de assinar o post anterior:Sardoal
 
Bem! Ou isto é a debandada geral, pelo menos de pessoas que me mereciam e me merecem credibilidade política, ou estamos a iniciar uma fase de clarificação no Movimento Nacionalista em Portugal.
O que está a acontecer é normal e, na minha opinião mesmo que isso vá “chocar” muita gente, é, até, uma situação bastante salutar.
Isto só prova que a gestão politica do único partido que se assume como Nacionalista não soube agregar todas as correntes de opinião do Movimento.
Cai por terra a imagem, sempre assumida, da existência de um líder e de um partido congregador de todas as tendências Nacionalistas.
Pelo “andar da carruagem” estamos a passar a uma outra fase.
Até aqui foi a existência de Nacionalistas assumidos e englobados no PNR e outros que se limitavam a um paralelismo blogoesférico e a umas jantaradas tertulianas.
Pelo que me é dado a perceber prepara-se o aparecimento de Nacionalistas assumidos, mas que não se revêem nas práticas politicas do PNR. Nas práticas politicas e nos seus dirigentes.
Não contesto e acho salutar. Até porque, quem luta contra o “pensamento único” desta dita “democracia”, como transmite publicamente o líder do PNR, não pode vir agora – não sei se vem…- criticar quem não se revê no “pensamento único” dentro do seio da sua própria família.
Bem! Isto será tema que merece ser debatido e discutido em artigo que publicarei em breve.
Manuel Abrantes
 
Sr Lusitano
Excelente o seu post.
Gostaria de o republicar na 1ª página.
Para isso, como aqui não há anónimos a escrever na 1ª página, gostaria de saber quem é dar a conhecer a muitos mais leitores este sua excelente analise.
Se entender pode enviar-me um e-mail para
j.abrantes@netvisao.pt
Manuel Abrantes
 
Gostava que me provasse que o nacionalismo é o futuro. Para mim é o um espernear subcultural contra a globalização mais fraco e difuso de todos.
O lado fascizante e violento do neonacionalismo-ismo-ismo entrou em stand bye. Uns quantos capangas e claquistas pseudonazis arrumados e lá se foi a FN. Resultado desastroso em Lisboa e lá se foi o PNR. Sem os putos violentos e racistas o PNR e os capangas da FN não são nada. Não têm falange de apoio. Fórum nacional pirado. Muitos dos links que o Abrantes aqui mostra vão ter a lado nenhum. Resta a abordagem democrata. Pseudodemocrata, diga-se.
Na realidade o neonacionalismo do futuro nem chega a ser passado. Antes de começar já acabou.
 
Força companheiro.
que a mão com que escreves nunca te prenda.
 
Esta "força companheiro" não é para o ideota se cima que se diz chamar d,j qualquer coisa.
Aliás não passa de uma coisa qualquer com pernas
 
Caro Abrantes

Se eu aceitasse tudo como está não era revolucionário.

Discutir as coisas no seu lugar próprio é a coisa mais normal do mundo. Todos os profissionais o fazem.

Quanto a "ambientes fechados" não sei o que é isso. Eu discuto e converso em qualquer lado... até numa cela se for preciso.

Tem é de ser frente-a-frente. É mais eficaz e honesto.

Quanto ao PCP, é uma organização cuja única virtude demonstrada é a eficácia do seu funcionamento. São disciplinados e voluntariosos.

De resto não brinquemos. Sou ANTI-COMUNISTA com provas dadas

Fico-me por aqui. Não gosto de discutir o sexo dos anjos.

Saudações
 
Caro senhor
Este blogue foi criado para se discutir o Nacionalismo.
Desde sempre e sempre ASSUMIDAMENTE como tal.
Por isso também não voi discutir neste espaço o sexo dos anjos.
E também me fico por aqui
 
geralmente nos barcos , quando os ratos o abandonam , muitas pestes desaparecem . com o pnr é igual ! viva o pnr !
 
Sr anónimo da cima
O meu amigo não percebeu o ditado que diz:
"Quando um barco se afunda os ratos são os primeiros a abandonar."
Assim é que está correcto.
Plos visto uns "ratitos" começaram a bandonar o barco.
Eles lá saberão porquê.
Serão ratos ou o que pretendem é apenas não se afundarem?
Escolheu muito bem este ditado.
Acenta que nem uma luva.
 
"Cai por terra a imagem, sempre assumida, da existência de um líder e de um partido congregador de todas as tendências Nacionalistas."

ó abrantes mas voce vive em que mundo?????

saem dois parvos, ate podiam ser um milhao, mas nada cai por terra por causa disso.

eles que sigam la a vida deles, que isso ate vai ser optimo, assim deixam de ter razoes de queixa e podem demostrar todo o seu conhecimento tecnico e cientifico noutro lado.
 
Sr anónimo

O problema não está no número de pessoas que saíram recentemente. Que eu saiba, e até ao momento, foi apenas uma.
O problema reside na importância dessa pessoa dentro da estrutura do partido e os motivos que o levaram à sua saída.
O problema não está no número. Isto sem esquecer que num partido como o PNR um militantes a menos faz sempre diferença. Especialmente se esse militante for um militante activo. Como foi o caso.
Eu já assisti à saída de militantes activos, e com cargos de responsabilidade, várias vezes. E sempre sobre os mesmos motivos. E não vamos esconder os factos. Os motivos residem na predominância, em lugares chaves, de elementos conotados com ideologias que nada têm a ver com os princípios programáticos do Partido.
E não disse, nem vou dizer aqui, quais são essas ideologias. Até podem ser troksquistas ou liberais.
Aqui ninguém vai apanhar uma para poder prejudicar, juridicamente, o partido.
Voltemos ao assunto.
Eu sempre me pautei pela defesa intransigente do respeito pelas Leis que regem a democracia vigente que o partido deve possuir em todas as suas actividades.
Sempre estive “descansado” politicamente sabendo que o militante que agora saiu, e com cargo de responsabilidade na área de jurisdição do partido, estava activo nessa missão e atento a qualquer, possível, desvio.
Escusado será dizer que as minhas preocupações, agora, aumentaram.
Isto é uma situação. A outra e é aquela que me refiro quando digo:
"Cai por terra a imagem, sempre assumida, da existência de um líder e de um partido congregador de todas as tendências Nacionalistas."
È um facto. E a saída de militantes provam isso.
O líder do partido não está a conseguir “segurar” as correntes de opinião contrárias à corrente predominante ( não disse qual. Não disse nem digo).
O partido não está a conseguir congregar no seu seio todos os Nacionalista.
Claro que me vão dizer:
-Que se organizem e faça uma lista e a apresentem à votação em Congresso ou outra coisa que lhes queiram chamar. etc, etc.
Então isto é a luta interna e não o congregar de opiniões num mesmo projecto politico.
Essa missão cabe ao líder. Cabe ao líder evitar essa desunião de ideias.
Só um líder forte tem a varinha mágica para congregar todos no mesmo caminho e no mesmo rumo sem deixarem de discutir as diversas opiniões.
Um líder é, devia ser, um factor de união e de concórdia. Pelo menos num partido de pensamento nacionalista. Caso contrário é igual aos outros (PS/PSD/CDS, etc) que só lidera porque tem o apoio de uma facção maioritária.
Percebeu ?
MA
 
fnkParabens M.A. é sem duvida uma figura no PNR que merece todo o respeito e admiração de todos aqueles que deixaram o PNR e ao contrario do que se diz não é só um ou dois são dezenas de pessoas que deixaram o PNR por causa dos skinheads e lixo associado.
 
Manuel Abrantes és um borrego tresmalhado.
Vou mandar o cão para te trazer de volta a rebanho.
 
eu não percebi abrantes ate porque sendo facista o tal membro ate pode ser ele um dos tais problemas que refere mais a frente, ou sera por isso que nao lhe interessa se e' liberal ou outra coisa qqualquer mas tb nao interessa discutir pessoas interessa sim trabalhar coisa que essa pessoa nao fez no que toca a sua area segundo sei mas volto a dizer que isso nao me interessa. o que interessa e' trabalhar em prol do partido e estar ao sabado com os camaradas agora politicas fica para voces falarem nos blogs.
abraço
 
Foi a 1ª vez que visitei este blogue e tenho a certeza de que foi a última.

Porquê? Só consigo manifestar um genuíno interesse por quem tem competências para trabalhar em equipa, seja no PNR, na Causa Identitária ou outro projecto qualquer que pretenda envolver mais do que 1 pessoa.

Assim, a quem não se identifica com o PNR, só posso desejar que trabalhe arduamente para que o seu projecto - seja ele qual for - se desenvolva exactamente da forma que pretende e à velocidade a que deseja. Com tantas certezas que aqui pude ler sobre o que deve ser feito, não será nada difícil. Com tantos potenciais Nacionalistas que existem em Portugal, seguramente que em 2009 esse projecto conseguirá facilmente perto de 10% de votação.

Felicidades e mãos à obra!

Eu e outros continuamos no PNR!

Até um dia!
 
Nem sei a que projecto o sr. Luis se refere.
Se conhecer por ai algum novo projecto Nacionalista diga-me porque eu também gostaria de o conhecer.
Tenho pena. Como diz que não volta mais a este blogue não possa ler esta minha missiva e poder me informar quais são esses novos projectos.
Eu estou interessado em conhece-los.
Acredite!
 
Aviso à Navegação.

Aqui, neste espaço, discute-se todos os temas políticos que os seus leitores entenderem, muito especialmente os temas ligados ao Nacionalismo.
"Estado Novo" não é um espaço de chincana sobre assuntos internos de partidos.
E muito menos o jardim infantil da "garotada radical".
Já têm sitios para brincar e para lançarem as atrodoadas habituais.
Por isso um post colocado aqui, ha poucos minutos, foi com "os porcos".
Caixote do lixo que é o sítio certo
 
Volto a repetir
Ataques pessoais e que só dizem respeito às actividades internas dos partidos não é aqui o local onde irão encontrar cabimento.
Entendido ?
 
Não foi meu objectivo lançar-lhe qualuer tipo de ataque pessoal,mas sim dar a minha opinião que algumas questoes que o srº coloca no seu blog devia ter posto primeiro em sede própria,ao não ter feito provocou algumas fissuras dentro do movimento nacionalista na minha opinião.Porque o maior problema do nacionalismo,é que ha muitos "treinadores de bancada" que enchem a blogesfera de criticas e sugestoes de diversos tipos,mas que depois nao fazem nada de concreto,isso e a realidade actual.Sem falar nos provocadores de serviço,que só sabem lançar acusaçoes e mentiras sobre os poucos militantes activos e que mostram a cara pelo PNR e pelo Nacionalismo
 
Sr anónimo.
"Estado Novo" é um local de discussão política onde cada um pode apresentar as suas razões.
Questões internas dos partidos é nos sites dos partidos.
Eles não deixam responder não é ?
O local ( ou os locais) próprios para eu apresentar as minhas opiniões sou eu que os defino.
E mais ninguém.
 
Quem são os "Eles" que o srº Abrantes se refere??? Eu pessoalmente sempre falei abertamente com todos camaradas.
O srº e que decide aonde transmitir as suas opinioes e certo,mas como o srº diz e bem,ninguem e dono da verdade.

JS1143
 
Que eu saiba nunca foi afirmado neste espaço que eu tinha razão.
Neste espaço só apresento e continuarei a apresentar as minhas razões.
Entendido?
 
Caro Antunes, voce tem toda a razão e é por isso que começam a chegar os críticos do costume. Não ligue Antunes e siga em frente!
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]