quinta-feira, setembro 27, 2007

VANDALISMO NUM CEMITÉRIO JUDAICO

A profanação de um cemitério judaico na cidade de Lisboa por dois energúmenos que, segundo a comunicação social de hoje diz pertencerem ao movimento skinheads, só nos pode causar repulsa.
Causa repulsa à população em geral e, muito especialmente, a todos os que se identificam com o pensamento Nacionalista. Isto, porque muita desta gente se intitula, também, como tal.
São acções como esta que denigrem os princípios do pensamento político nacionalista e que a comunicação social aproveita logo para as conotar com todo o movimento.
O Nacionalismo Português não tem nada a ver com manifestações racistas e, muito menos, com atitudes de vandalismo. Isto, já, para não falar em terrorismo político.
Vandalizar cemitérios, sejam eles quais forem, é um ultraje à memória dos que já partiram. È ferir os sentimentos de amigos e familiares daqueles que ali repousam.

E se for verdade que os indivíduos já se encontram detidos e se provar a sua culpabilidade em tão horrendo acto, que a mão da justiça lhes seja pesada.
Também não deixo de realçar que a atitude de dois indivíduos podem não espelhar a atitude do grupo. Que o grupo, num todo, se retrate de tal acto.

O Blogue “Estado Novo” não quer deixar de manifestar a sua solidariedade para com a comunidade judaica em Portugal perante actos de vandalismo/terrorismo desta natureza.. Desta natureza ou de qualquer outra que vá contra a Lei dos homens ou contra a lei da tolerância e do respeito pelos outros.
Actos destes não estão no espírito do Povo de Portugal e – fiquem cientes – também não estão no espírito nacionalista português.
Manuel Abrantes

Comentários:
Concordo em absoluto.
O Nacionalismo começa a separar o trigo do joio e a meter certa gajada no seu lugar,
 
gente desta natureza a gravitar à volta do nacionalismo só nos prejudica e o pnr é o culpado disso
 
Só espero que nã tenham sido apanhados com nenhum cartão de militante do tal partido
 
Mais um tiro no pé dado pelos nazis.
Não fazem uma de geito é so ....
 
Quando os "ecofixes" dançaram em cima do milho o caro Abrantes não perdeu tempo a associá-los à extrema esquerda e ao BE.
Agora desmarca-se de dois "jovens", que são bons exemplares do motivo da pouca força que o PNR tem: é apoiado por broncos.
Num caso aproveita-se politicamente para atacar a esquerda em geral, não sendo de todo certo que algum deles fosse militante de um qualquer partido.
Neste caso aproveita-se de situação e até manda beijinhos aos judeus, protestando veementemente contra os tais skinheads. Esquece-se que, eles sim, eram quase de certeza militantes do seu partido, ou pelo menos bons simpatizantes. Quer me parecer que até são parecidos com um tal a quem você escreveu uma "carta aberta", que por acaso está preso por ser um bicho da pior espécie que ameaça de morte, ou usa mesmo da violência física mais selvagem contra quem é seu adversário político.
(In)Coerências...

Não se desculpe Abrantes. Bem sei que você está a aprender a fazer política... da rasteirinha.
 
Quem está a fazer "politica rasteirinha" é o sr s/n.
militantes do meu partido ?
Já não vem a este blogue há muito...
Nada já tenho a ver com nenhum partido.
E não confunda que o vandalismo do milho foi executado por uma associação (Verde Eufémia). Este caso foi por dois energumenos irresponsáveis.
Mas está desculpado. O senhor tem andado destaido.
 
esse s/n ou é parvo ou faz-se.
A grande maioria dos militantes nacionalistas repudiam os nazis.
O bloco de porcaria é que nunca se demarcou dos terroritas do milho
 
Manuel Abrantes
O amigo tem mais gente consigo do que pode pensar.
Obrigado por estar a implantar uma nova forma de política nacionalista.
Vá em frente.
 
A Conclusão so Sr Abrantes é a correcta é que dois energúmenos, não querem dizer que sejam todos.
Mas na realidade demonstra a faceta violenta e anti-social de alguns ditos skins, e claro eles estão neste momento associados ao pnr.
Mas para bem do Nacionalismo, existe pessoas como o Sr. Abrantes e muitos outros que são completamente diferentes e têm outra visão da vida.
 
Caro Abrantes;
Eu repudio qualquer tipo de violência seja ela de que parte for.
A tua reflexão está correcta e acima de tudo demonstrar que existe muita gente diferente no seio do Nacionalismo.

marcorijo
 
Este espaço internauta e os escritos e reflexões do SENHOR Manuel Abrantes dão um novo cariz a todo o Movimento Nacionalista.
Bem-haja por isso, caro amigo.
Continue.
 
O acto foi despropositado,infinitamente parvo e desprezível.
O Nacionalismo não tem nada a ver com estas patetices.
Sardoal
 
até a sentença transitar em julgado todos são inocentes
 
Esses putos que se dizem nazis ou skins ou o raios que os partam, só trazem mau nome ao Nacionalismo.
 
viva a nova democracia

viva o PND
 
acho que o sr. abrantes está a ser politicamente correcto
 
Não senhor(a) anónimo.
Sou estou a ser correcto.
 
e sobre a miscigenação entre europeus e africanos, em portugal?
pode dizer-nos se é a favor ou contra?
 
Um verdadeiro Nacionalista Português,não pode ser racista !!!
Por questões histórico-culturais.
 
vocês são patriotas, não são nacionalistas.
cultivem-se antes de dizerem verborreias e de estarem constantemente a misturar conceitos, como o do racismo com o do racialismo.
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]