terça-feira, outubro 09, 2007


ASSIM É CADA VEZ MAIS DIFÍCIL….

O número record de visitas ao “Estado Novo”, durante todo o dia de ontem (08/10/07), é bem sintomático do interesse e da curiosidade de saber a opinião sobre o facto mais relevante do dia: - as ameaças a uma magistrada publicadas na net que, segundo dizem, foram escritas pelo líder da Frente Nacional, Mário Machado.
Como não li a carta não me posso pronunciar sobre ela. E, se por acaso, nas visitas que faça aos outros espaços cibernéticos passei por ela, não lhe dei atenção. Por isso, não fixei nada do seu conteúdo.
Esse foi um dos motivos porque, neste espaço, nada se escreveu, ontem, sobre o tema. Não a li, por isso não posso pronunciar-me sobre o seu conteúdo.
Contudo, há algo que posso, e devo, pronunciar-me.

Pelo que li e ouvi na comunicação social a carta existe e as ameaças também. Se foi ou não a pessoa em causa que a escreveu, isso, a Justiça que trate de averiguar.
Em primeiro lugar o meu repúdio por todo e qualquer tipo de ameaças físicas, ou de outro tipo, seja a quem for. E, muito menos, a quem ocupa lugares públicos.
No caso da magistrada em causa, considero até que não foi uma ameaça a uma única pessoa, mas sim, à Justiça Portuguesa.
E, se as ameaças forem verdade, é grave demais para a impunidade seja de quem for.
Ameaças a magistrados ou qualquer outro elemento da Justiça é uma ameaça à própria Justiça.

Há um ano atrás e quando do caso da entrevista televisiva dada por o líder da FN escrevi-lhe uma carta aberta aconselhando-o:

(...)A política é como um jogo de xadrez. “Comem-se” e ganham-se pedras para que se atinja o objectivo final: - Xeque-Mate.
E – Mário – para se jogar xadrez, os jogadores são obrigados a jogar segundo as regras. E não fomos nós que inventamos as regras desse jogo. Quando nascemos. O jogo e as regras, já existiam.
Quer queiras quer não tudo o que disseres, e faças, a partir de agora é conotado com todo o movimento Nacionalista (…).

Infelizmente não entendeu a mensagem ou não a aceitou.
Mas uma coisa é certa: - Acções e atitudes como a das ameaças são logo conotadas com todos o movimento Nacionalista.
Depois da vandalização de um cemitério judaico vem, agora, uma carta ameaçadora a uma magistrada.
Qualquer dia – se não for já – quando alguém se assumir a outra pessoa como Nacionalista é logo conotado com violência, racismo ou xenofobia.
O Nacionalismo que tem (devia ter) por base a disciplina, o respeito e a tolerância começa a ficar manchado com acções desta natureza.
A comunicação social apenas transmite para a opinião pública este tipo de acções praticadas por alguns que, também, se assumem com nacionalista. E, como só transmite este tipo de atitudes, conotam com elas todos os que se assumem como Nacionalistas.
Já escrevi – no artigo em baixo, por exemplo – que o assumir de direita já não faz sentido por a esquerda o ter enfeudado a representar “ os interesses dos ricos e dos poderosos” . O Nacionalismo – por este andar – começa a estar enfeudado à violência, ao racismo e à xenofobia.
Também iremos cair na mesma ?
Ou seja: deixar de fazer sentido a palavra Nacionalismo ?

Eu não vou desistir.
Sou Nacionalista e por isso defendo o respeito, a disciplina e a tolerância. Na sociedade porque luto todos têm lugar independentemente das suas convicções políticas ou religiosas. Uma sociedade que respeita as diferenças politicas, religiosas ou da cor da pele.
È este o meu Nacionalismo. E vou continuar a lutar por isso
Manuel Abrantes

Comentários:
o sr mario machado já publicou um texto como direito de resposta. E só quem não leu a carta inicial sobre a magistrada é que acredita no que se fala nas (falsas) noticias.
O sr mario machado e os hammers podem ter má fama mas o actual processo judicial é vergonhoso...
Nacionalismo sempre!
 
Tal como escrevi, não li a carta e apenas me basei sobre as noticias.
E ressalvo a questão de ter sido ele ou não o autor da carta.
 
Abrantes
A intolerância responda com a sua tolerância.
Bem-haja amigo.
O senhor veio dar uma ar fresco ao nacionalismo balofo e fedurento.
Um NÃO muito grande aos nacionalismos dos totalitários, racistas
e intolerantes.
obrigado
 
Caro Abrantes.

Fez muitíssimo bem basear-se nas noticias, revela bastante bem a sua lucidez acerca do que lhe convém acreditar na imprensa o que não lhe convém.
 
Conveniência?
Em quê????
 
Não serão considerados os comentários ofensivos.
 
Qualquer acto de violencia ou ameças sao de lamentar.
O facto se esse senhor a escreveu ou nao, também ainda nao se sabe.
O que se sabe é que o nacionalismo ficará manchado, sempre que saia noticias destas.
E esses nazis sao lideres em arranjar confusoes e manchar todo o nacionalismo em portugal.
 
Assuntosque não tem nada a ver com tema serão anulados.
ok ?
 
Sábias palavras - Manuel Abrantes
Uma lufada de ar fresco num nacionalismo carregado de velhas filosofias há muito rejeitadas pelos povos.
Vá em frente!
 
"Quer queiras quer não tudo o que disseres, e faças, a partir de agora é conotado com todo o movimento Nacionalista"

Sr. Abrantes, com franqueza, acha que ele não sabe disso? Só que não tem a mesma visão ou estratégia que o sr.

Então acredita assim nos media? Faz parte desses portugueses adormecidos que acretita em tudo nos media? francamente!

Olhe, isto é uma guerra, e só quem tem tomates e arrisca é que vai longe. Pelo menos tenta!

Os encolhidos não vão a lado nehnum só com palavrinhas bonitas.

Haveria o sr. de estar ilegalmente detido e veria se era bom engolir as "regrazinhas" do jogo.
 
Olhe sr anónimo
Eu nunca aceitei as regras do jogo. Mesmo sendo um jovem do regime em 1972 ( eu disse 72) borrifei-me nisso e arrisquei um possivel golpe de estado.
E colaborei nele.
Com erros ou sem eles não me venha acusar de "engoli regrazinhas do jogo".
Se eu as tivesse engolido não estavamos a escrever aqui.
Talvez as tivessemos. Se não houvesse um 25 de abril teria havido um outro 25 qualquer.
Ao fim de 33 anos talvez tivesse sido melhor.
Mas - por favor- nunca mais me volte a acusar de ser um engolidor de regras
 
barricada
 
o «Correio da Manhã» disse que o Mário Machado ameaçou a Sra. Procuradora e o inefável Abrantes, apressou-se a dizer que sim antes que parecesse mal!
Falta dizer que esse pasquim, pertence ao grupo «Cofina», que tem um canal de TV em fase de atribuição, e em função disso está disposto a fazer fretes ao Governo, sejam eles quais forem!
Como diz José Maria Martins, cujo blog, o Abrantes até tem «linkado» aqui, esse jornal transformou-se num mero veiculo de propaganda do sistema, sem uma análise politica ou económica e sem uma estrutura editorial que vá para alem de escândalos ou noticias bombásticas.
Bem ao estilo do Inglês «The Sun», tornou-se no mais sensacionalista dos jornais sensacionalistas portugueses, conseguindo ainda descer mais baixo, que o paupérrimo «24 Horas».
Se para o Abrantes, é leitura de referencia, é um problema que nem me diz respeito. Dou-lhe no entanto os meus pêsames e sugiro-lhe que leia a carta do Sr. Mário Machado, e avalie por si, o que vem lá escrito, ao invés de confiar cegamente no pior e mais manipulado dos jornais Portugueses, já de si pouco isentos, na sua generalidade!
 
Sr anónimo de cima.
O sr(a) não leu o texto que escrevi.
Coloquei, até, dúvidas sobre se foi a pessoa em causa, ou não, a escrever essa carta.
O assunto em causa só foi no escrito e comentado no Correio da Manhã?
Bem, também não esteve com atenção às noticias do dia.

Não tenho leituras de referência. Leio, praticamenete, todos os jornais do dia
 
perguntei-te onde estava o Camarada no dia 25 de novembro 75 e apagaste a mensagem. onde está a ofensa? Sr Nacional-Democrata
 
sr anónimo
No 25 de Novembro estava, ainda, de ressaca pela bebedeira que apanhei no S. Martinho.

A perguntas parvas só resposta do mesmo teor
 
O «assunto em causa», foi lançado pelo «Correio da Manhã», os restantes pasquins só foram a reboque porque a triste comunicação social Portuguesa, funciona assim: a reboque!
Estranho bastante o facto de Vªa Exª alegar que não li o seu texto, quando foi o Sr. que assumiu que tambem não leu a carta do Sr. Mário Machado. No entanto não se absteve de a comentar! Enfim, coerencia não lhe falta, Sr. Abrantes!
Mas, já agora, não se esqueça de alertar, para as ameaças que anda a receber o Sr. Dr. Juiz, Carlos Alexandre em resultado da aprovação das escutas, relacionadas com o caso «Portucale» e que envolvem o Sr. 1º Ministro e o Sr. Ministro da Administração Interna!
Palas nos olhos, fazem mal à vista!

Grato pela atenção!!
 
Sr anonimo.
Não me pronunciei sobre o teor da carta e coloquei, até, em dúvida se foi ou não escrita pela pessoa em causa.
Uma coisa é certa: - Mais uma vez a palavra Nacionalismo andou pelas "ruas da amargura".
Foi, e apenas, sobre isso que escrevi.
 
A «coisa» que é certa, é o facto de existir um orgão de comunicação social escrita, que está disposto a fazer fretes ao Governo, tendo em vista obter beneficios!
Analisar estas situações pela rama, é de uma ingenuidade que eu desconhecia em Vª Exª, Sr. Abrantes!!
Aliás tanta ingenuidade junta, faz-me pensar que Vª Exª, não está de muito boa fé nesta matéria!
A comunicação social fala daquilo que quer, como quer e quando quer, e esta foi uma clara jogada de antecipação ao conteúdo do Outdoor, que se sabia sair dali a dias!
Guarde os seus doces lamentos, distinto Abrantes, para quando Vª Exª e os seus correlegionários, atingirem o estrelato Nacionalista, porque aí será Vª Exª o alvo da diabolização programada!
Receio bem é que esse dia seja tão remoto como rara é a água no deserto, e estará muito provávelmente Vª Exª a ser pasto de gulosos vermes, no dia em que alguem se lembrar que existiu um «Nacionalista» de sua graça Manuel Abrantes!
 
Como "futurista" o sr anónimo tem futuro.
Não tenho duvidas.
Quanto ao restante dos seus comentários, não me merecem qualquer comentário
 
Tem razão Vª Exª! Provavelmente as minhas previsões futuristas, contêm um ligeiro engano e os vermes que deglutirão Vªa Exª, não o farão com gula como mencionei! Eventualmente se verão a braços com uma gastro-enterite, eles próprios!
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]