segunda-feira, novembro 12, 2007


CONSELHO GERAL DO PARTIDO DA NOVA DEMOCRACIA

Segundo a comunicação social de ontem o líder demissionário do PND, Manuel Monteiro, disse este sábado em Guimarães que «vai pedir a saída do partido aos militantes nacionalistas que comprovadamente tenham posições racistas ou xenófobas”.
Manuel Monteiro falava no Conselho Geral com a participação de cerca de cem militantes. Para Monteiro, apesar de sublinhar que «as pessoas são todas de respeitar, sejam de que área política forem», advertiu os militantes nacionalistas que se filiaram no PND que o “conselho de Jurisdição actuará”.
Monteiro não deixou de ameaçar que «pediremos a saída do partido de todos os que têm textos, ou participam em blogues ou sites apelando ao racismo e à xenofobia” .

Na minha opinião, a primeira questão sobre estas posições:
- Correctíssimas!!!
Racismo é xenofobia não são permitidos por Lei Constitucional e, para além disso, é um contra-senso alguém defender tais aberrações quando defende a Democracia e, muito especialmente, quando defende o Nacionalismo Português.
Nacionalismo é o orgulho no nosso passado histórico onde há pouco mais de trinta anos, do Minho a Timor, debaixo da mesma bandeira e ao som do mesmo hino, milhões de brancos, negros e asiáticos fizeram desta Pátria um exemplo ao Mundo da convivência entre povos e credos religiosos. Por isso, o Nacionalismo Português, jamais pode ter algo em comum com racismos ou atitudes e pensamentos xenófobos.
Agora não deixará de criticar, mesmo os que defendem as acções do “politicamente correcto” afirmações públicas, sejam de quem for, de que “a implosão dos centros comerciais no Martim Moniz “ seja a solução da imigração ilegal ou lá do que for.
Isto sim! È xenofobia barata e até: terrorismo político. Afirmações desta natureza nem os radicais, que também se intitulam de nacionalistas, teriam a ousadia de o dizer. Nem a ousadia nem acredito que defendam tal aberração.
Quem fez tais afirmações ? -Procurem na campanha das intercalares de Lisboa.
Posso estar enganado… Mas houve alguém que as fez.


O NOVO HOMEM INVISÍVEL
Nas notícias difundidas dizia-se:
“A reunião magna do PND, que durou quase cinco horas, começou envolta em polémica e expectativa, depois de Monteiro ter declarado a intenção de expulsar os militantes que tenham pertencido ao partido nacionalista PNR - gerando a revolta de José Manuel Castro, militante da Nova Democracia, líder do recém-criado Movimento Nacionalista e advogado do alegado «skinhead» Mário Machado. “
Isto podia ter sucedido. Podia sim senhor! Mas, se o Dr. José Castro tivesse presente. Não esteve em tal reunião nem nunca fez intenções de estar.
Pronto eu percebo. Foi a sombra dele…

Em nota conclusiva só poderei acrescentar que, segundo informações –também não estive presente - , este Conselho Geral foi bastante positivo para o futuro do PND. Até porque, foi decidido a realização de um novo Congresso.
A Democracia necessita de um PND forte e unido em torno de objectivos claros. Os objectivos e os princípios deverão ser o mote para a união de todos os que combatem por uma “Nova Democracia”. A união em torno dos princípios e não dos interesses pessoais ou do carreirismo político, sejam de que o for.
O único tacho que os militantes da “Nova Democracia” devem lutar e defender é pelos tachos cheios de comida em todos os lares portugueses. Aí sim! Estão no caminho certo.
Manuel Abrantes

Comentários:
Uma reflexao bastante posítiva por parte do Abrantes, além de correctissíma na sua análise ao congresso do PND.
Agora é a conjugaçao de esforços , naqueles que querem realmente uma "Nova Democracia",e uma alternativa política séria em Portugal.

cumprimentos
marcorijo
 
continuo sem perceber qual o motivo de os "nacionalistas" quererem entrar, a qualquer custo, no PND.Porque não se faz alguma coisa de raíz, de novo ?Afinal para que serve o tal "Movimento Nacionalista" ?
 
Começo por dizer que acho alguma piada ao nacionalistas entre aspas.
Este estranho hábito de alguns faz-me sempre lembrar as marcas registadas.Será o nacionalismo uma marca registada propriedade de alguém?Um exclusivo?Uma patente?
Não deixa de ser cómico.
Quanto ao MN.O MN é,por ora uma associação cultural.
Como tal é um centro de reflexão e debate de ideias.Simplesmente.
Como existe noutros quadrantes politicos por exemplo,a Sedes,existe nesta área o MN.
Alguma dúvida?
Em relação ao PND.É opinião de muitos que este partido como se encontra é um puro projecto pessoal.
Pode e deve ser orientado no sentido de uma linha politica definida,o que só o favorece,e simultâneamente altera o espectro-politico partidário nacional.
Respostas creio,claras,para perguntas claras.
Sardoal
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]