quinta-feira, novembro 15, 2007


QUANDO A XENOFOBIA INGLESA VEM AO DE CIMA


Piers Merchant, assessor de Roger Knapman, deputado inglês no Parlamento Europeu, citado pelo semanário Sol, refere que o Governo inglês se tem envolvido no apoio ao casal McCann porque "Portugal não tem uma verdadeira tradição de direitos civis, liberdades e democracia”.

Os paladinos de sua majestade mostraram, mais uma vez, o seu conceito de Democracia. Ou é como eles querem, o não há democracia nenhuma.
Os paladinos das amplas liberdades não respeitam ninguém que se lhes oponha ao que, estas iminências pardas, entendem por Democracia.

Quem são estes arautos das liberdades para nos ensinarem caminhos dos direitos civis?
Que direito têm estas “bestas quadradas” de virem acusar as nossas polícias de “corruptos “ e de outros mimos como se fossemos qualquer República das bananas ?

Desaparecem mais crianças numa semana na pátria de sua majestade do que em Portugal num ano. Quem é esta gente para nos acusar seja do que for ?

O caso McCann tem custado os olhos da cara aos contribuintes portugueses. E ainda ninguém se queixou sobre isso.
Mobilizamos todos os meios para esclarecer o assunto e fazer justiça. Mobilizamos mais meios policiais para o caso da pequena McCann do que para todos as nossas crianças desaparecidas nos últimos anos.

Nas terras de sua majestade desaparecem crianças diariamente ( três, segundo dados oficiais) e, que eu saiba, o Governo inglês não toma as mesmas atitudes e pressões às suas polícias como o está a fazer com o caso McCann em relação às polícias portuguesa.
Ou será que a “verdadeira tradição de direitos civis, liberdades e democracia” dos ingleses só de aplica nos casos ocorridos fora das suas fronteiras ?
Ou será que esses conceitos de “verdadeira tradição de direitos civis, liberdades e democracia” só se aplicam nos casos onde se inserem famílias poderosas e com influências ?
É isto a “verdadeira tradição de direitos civis, liberdades e democracia” para os ingleses?
È claro que não coloco todo um povo, nem os seus representantes políticos, no mesmo saco. Mas que dá para nos indignar, isso dá!


Piers Merchant pode não passar de um simples assessor de um deputado, mas tem responsabilidades no do diz e afirma.
O deputado inglês, Roger Knapman, só tem um caminho: -Pedir desculpas públicas e mandar o seu assessor de volta para Inglaterra. Ou então para as Malvinas para ir ensinar conceitos de Democracia às cabras e aos pinguins

Manuel Abrantes


Comentários:
SOMOS UMA REPÚBLICA DAS BANANAS!!!???
E não tem razão?
Antes de começar propriamente o meu comentário, queria apenas dizer que, tal como escrevi na altura, em comentários de jornais digitais, este caso é por demais estranho para o comum dos mortais, não tenho dados suficientes para poder ter uma opinião firme sobre o que realmente se passou, apesar de poder fazer uma ideia, mas isso fica cá para mim, não estou avalizado a opinar sobre dados não concretos.
Passando à frente, e no seguimento do teu texto, só tenho a dizer que, os ingleses não deixam de ter razão, mas há alguma democracia em Portugal?
Há sim uma partidocracia plutocrata, que, serve acima de tudo, os interesses dos mais poderososo, o resto do Povo Português não passa de um assunto de "lana caprina", só conta nas eleições, de resto é visto pelos nossos "democratas", como um monte de estrume.
Já alguém viu o 1º Ministro ou até o Presidente da República sair em defesa da nossa polícia?
Eu não vi, será que algum dos nossos leitores viu?
Ora a única reacção que eu vi até hoje destes governantes anódinos, foi a demissão deste caso do anterior inspector-chefe, que dirigia as investigações, tudo porque o homem teve uma reacção mais extemporânea em relação ao que era acusado pelos ingleses, houve tablóides que, até o numero de cervejas e a marca das mesmas que bebeu às refeições, eles publicaram, dando quase uma imagem de que o tal inspector era um alcóolico, quem é que não reagia a acusações continuadas deste teor?
Era certamente uma provocação organizada para fazer "saltar a tampa" desse investigador, para a seguir ser abatido como foi, e aqui o Director Nacional da PJ esteve mal, porque fez a vontade aos ingleses, certamente por pressões vindas de cima.
Ora isto é alguma democracia a sério ou é uma fantochada?
E que interesses é que este assunto move para, até já um acessor do 1º ministro inglês estar envolvido no caso?
Não será estranho?
Dizes e muito bem na tua peça, que, desaparecem várias crianças por dia na Grã-Bretanha, resultando em centenas ou milhares ao fim do ano, será que, os média ingleses dão assim tanto destaque a esses desaparecidos?
Que gente é esta, a que estão ligados e a que escalão pertencem, para este assunto se ter tornado um caso mundial, quando, todos os dias desaparecem centenas ou milhares de crianças por esse mundo fora?
É realmente uma pena que, em vez de políticos a sério , tenhamos no nosso país, políticos de papelão, mais parecendo uns fantoches do que homens de carne e osso.
Ou será que, teremos tido outro ultimato inglês de 1890?
Por estas e por outras, é que o nosso Povo, anda cada vez mais, com a sua auto-estima pelas ruas da amargura, pudera, mas temos alguma coisa para nos orgulharmos?
Realmente um partido nacionalista a sério era muito necessário a este país, mas, enquanto não o puseram de rastos não descansaram.
A quem havemos de "agradecer"?
Cumprimentos.
 
Este comentário foi removido pelo autor.
 
e esses ingleses não são do grupo a que pertence o PND?
 
Muito bem observado sr(a) anónimo.
Vou verificar.
Fiquei de tal forma ofendido com as afirmações que nem liguei a que Grupo Parlamentar Europeu a "besta" faz parte.
Obrigado pelo reparo.
 
Carrascos ruivos do Tamisa (Fialho de Almeida dixit)
 
A arrogância inglêsa no seu melhor !!
Acho que devia de haver uma intervenção política da nossa parte, no intuito de fazerem um pedido de desculpa público por este caso.

Realmente este caso tornou-se definitivamente num caso político e deixou de ser da policia.

cumprimentos
marcorijo
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]