sábado, abril 05, 2008


PORTUGUESES ATINGEM O PONTO MÁXIMO NO PESSIMISMO
SOBRE A ECONOMIA




Segundo o relatório de Março do Instituto Nacional de Estatísticas as famílias portuguesas parecem não acreditarem na melhoria económica do país e estão entre os mais pessimistas da Zona Euro.
Bem! Quando isto vem de um organismo estatal diga-me o leitor qual será a realidade das realidades.

O INE diz ainda que as famílias portuguesas há seis meses consecutivos que relatam uma deterioração da sua situação financeira e já em Março as suas "avaliações" sobre a economia doméstica atingiram o ponto mais negro desde 1986. Os consumidores temem a inflação, o desemprego e não se atrevem a grandes compras

Segundo o INE no seu relatório o pessimismos dos consumidores sobre o estado da nossa economia “nunca foi tão negativa como em Março ultimo”.

Perante este relatório do Instituto Nacional de Estatísticas só gostaria que o senhor Sócrates me desse as razões sobre o seu optimismo na economia portuguesa.
Pelos vistos tudo se resume à questão do défice.
Pronto! Baixamos o défice para 2,6 por cento. Os patrões de Bruxelas estão muito satisfeitos e isso é o que interessa.
Que os portugueses estejam apreensivos sobre o seu futuro, isso, não interessa nada para a governação socialista.
Os portugueses só contam nas campanhas eleitorais. Aí sim, são gente. Depois não passam de um número e de um empecilho para a governação.
Ah! Falta o principal: a fonte de rendimento através dos impostos.
Manuel Abrantes

Comentários:
Manuel Abrantes, este comentário não tem interesse em ser publicado. Eu é que não tenho outra forma de o contactar e, por isso, sirvo-me desta caixa de comentários.

Será que poderia modificar a url do Fórum Pátria que tem nos links do seu blogue? É que o novo endereço é http://www.forumpatria.com .

Desejo-lhe a continuação de um bom trabalho. Um abraço do Ricardo/DuxBellorum
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]