quinta-feira, julho 17, 2008


BANCO DE PORTUGAL
COLOCA OS PONTINHOS NA “RECUPARAÇÃO ECONÓMICA” DO GOVERNO DO SENHOR SÓCRATES.


Segundo o Banco de Portugal a economia portuguesa pode crescer abaixo de 1,2% em 2008 e, pelo menos, até 2009, os portugueses terão de suportar sacrifícios. O poder de compra será corroído pela inflação, aumento dos juros, as poupanças vão cair e a banca vai cortar no crédito. O défice do país com o estrangeiro atinge o máximo da história económica: 10,6% do PIB e a dívida externa deverá atingir os 100%, o que significa que o país estará "empenhado" no final de 2008. Por fim, um recado ao governo, de Vítor Constâncio: "não à tentação de garantir o poder de compra" a toda a gente.


Para o Banco de Portugal o que está a travar a economia é a desaceleração do consumo das famílias, do investimento e da procura externa. Isto, para concluir: o aumento das taxas de juro e das "restrições bancárias" aos empréstimos à compra de casa esmagam o investimento e consumo das famílias. E, com menos encomendas, os empresários cortam no investimento.
O Governador diz, ainda, que o investimento das empresas aumentará só 1,9% em 2008, quando em 2007 cresceu 4,2%. Em 2009 o cenário é pior: o investimento dos patrões cresce 1,1%.
Bem! Nada disto é novidade para ninguém. Apenas o senhor Sócrates e os seus correligionários têm vindo a falar sobre as “maravilhas” da sua gestão governativa.
Então onde para esse tal “milagre” da recuperação económica do governo socialista?
Onde ?
Quando sobe, sobe menos dos que os parceiros europeus e quando desacelera, desacelera mais.
È mentira o que estou a dizer ?
Mentiu senhor primeiro-ministro – O senhor, sim!
No caso de Vº Exª já não me admiro. Admira-me, sim, quando disser uma verdade.


Quanto ao relatório do Banco de Portugal coloco algumas questões:
Porquê a apresentação deste relatório só depois de “Debate sobre o estado Nação” na Assembleia da República ?
È que, com este relatório, a discussão teria sido outra
Quando diz: : "não à tentação de garantir o poder de compra a toda a gente” só gostaria de saber a que “gente” se refere e a que “gente” se pode garantir o poder de compra
Bem! O fosso entre ricos e pobres está oficializado e assumido. Não é verdade ?
Isto é que é a “esquerda” ?
Não há dúvida. Os “socialistas” acabaram com o resto


Outra questão:
Quando o relatório do BP diz: “(…)o que está a travar a economia é a desaceleração do consumo das famílias, do investimento e da procura externa. Isto, para concluir: o aumento das taxas de juro e das "restrições bancárias" aos empréstimos à compra de casa esmagam o investimento e consumo das famílias. E, com menos encomendas, os empresários cortam no investimento.”
Então temos aqui o cerne da questão. A solução está num aumento do “consumo das famílias”. Não é verdade ?
Contudo, para aumentar o “consumo das famílias” mantendo os sucessivos aumentos nos encargos bancários ( na compra de casa, especialmente) só há um caminho: - Aumentos nos vencimentos.
È claro que isto irá trazer o respectivo aumento na taxa de inflação.
È aqui, nesta simbiose, que temos de encontrar soluções. Até porque, com as fronteiras escancaradas e a produzirmos menos do que consumimos, aumentamos o défice com o estrangeiro. Ou seja : a dívida externa.
Mas reparem. Mesmo assim – tal como estamos – a dívida externa já bateu records:
- 10.6 % do PIB (Produto Interno Bruto).
E isto só quer dizer uma coisa: Não criamos estruturas para fazer face a qualquer tipo de recessão. Estamos, TOTALMENTE, dependentes dos contextos económicos e dependentes de politicas europeístas para as quais os problemas de países como Portugal nada contam.
È mentira ?
Isto só vem provar uma coisa: - A política – sim! A política – implementada há mais de trinta anos conduziu-nos para becos sem saída.
Não estou a falar (escrever) sobre o regime Democrático. Estou a falar sobre o sistema político. Não confundamos regimes com sistemas políticos.
.
Manuel Abrantes

Comentários:
Caro
Abrantes

Mas ainda acreditas nos políticos, mas esses tipos são para levar a sério, ou servem apenas para fazer de nós patetas???
E isto não é exclusivo de Sócrates, aliás agora a culpa é toda desse político, mas e os outros, quer os anteriores, quer
os presentes, quer os futuros, não são todos farinha do mesmo saco, não passam todos de actores de 3ª categoria?
E que mandam eles efectivamente, tem algum poder? Não meu caro,eles são apenas a face visível dos grandes interesses
económicos, que esses sim, é que são realmente o poder, o resto são "estórias" da Carochinha.
Por isso vemos por um lado, os ricos a ficarem cada vez mais ricos, e por outro, os pobres a ficarem cada vez mais pobres.
Mas o que irita ainda mais é casos como o de ontem em que o Ministro das finanças foi a S. Tomé assinar o perdão da dívida
deste território com o nosso país no valor de 22 milhões de Euros, há dias tinha sido com Moçambique, também lhes deram um
perdão de dívidas de mais e 250 milhões de Euros, mas afinal como é, eu agora virei escravo destes tipos, ou passei-lhes
alguma procuração para disporem do país como fosse uma coutada sua???
Se um português ficar a dever nem que seja 10 Euros às Finanças, penhoram-lhes tudo nem que sejam os tomates e andamos a
dar o dinheiro aos outros, a troco de quê???
Afinal quiseram ser independentes para andarmos nós a sustentá-los???
Razão tem o Alberto João, fazem tanto barulho com o dinheiro que vai para a Madeira mas depois andam a dar dinheiro aos
outros, mas mais, como ainda era pouco, ainda abriram um crédito de 50 e 100 milhôes e Euros para ajudar S. Tomé e
Moçambique, que qualquer dia serão também motivo de perdão de dívida, e isto para não falar na oferta de Cabora-Bassa e
outros perdões de dívida, quer a estes. quer a outros países.
Muitos dias acordo e não sei omde estou, se vivo no mundo real ou se me levaram para o Júlio de Matos, este país está
a desfazer-se aos bocados e não há ninguém que consiga pôr termo a isto, entretanto a dívida externa vai aumentando todos os
dias, segundo a informação que obtive num estudo sobre a dívida externa portuguesa, andava à volta de 310.000 milhões de
dólares, o que dá para aí uns 29,500 Dólares (cerca de 18.500 Euros), por cada português, novo, velho ou assim-assim, como
é que tal quantia vai ser paga, com quê, com que meios de produção e criação de riqueza, se a Indústria, as Pescas e a
Agricultura, finam-se à velocidade do TGV e só criamos supermercados e centros comerciais, que ao invés de criar riqueza,
ainda acrescentan é mais dívida externa, uma vez que se abastecem quase só no estrangeiro, mas deu tudo em doido ou quê???
Meu Caro Amigo, Portugal está perdido como Nação e como povo, não nos resta mais nada do que abdicarmos de vez, de nos
chamarmos Portugueses, Lusitanos ou lá o que seja, pois já conseguiram transformar-nos em bardamerdas sem rosto e sem
honra, pois o "orgulhosamente sós" foi coisa doutros tempos e o mais certo é acabarmos como protectorado de Espanha, ou
de um qualquer país, que queira tomar conta disto.
Claro que mais dia menos dia, isto ou desata tudo à chapada ou transforma-se de vez numa ditadura, em que a do Sto.
António, vai parecer uma brincadeira de crianças, e quem fizer fora do penico, já sabe, leva na tola e vai amolecer os
ossos no xelindró, seja em Peniche, seja no Tarrafal. Ah! é verdade, o Tarrafal já não é nosso, mas não faz mal, perdoa-se
mais uma dividazinha e eles emprestam aquilo cá p'ró pessoal.
Claro que os culpados somos nós, que temos mantido este estado de coisas porque vamos na conversa deles, mas enfim,
gostamos de andar de canga ao pescoço, o que se há-de fazer!!!???
Gostava era de ouvir os Rosa Coutinhos, os Vitor Alves, os Otelos, os Vasco Lourenços, etc., dizer o que pensam sobre este
estado de bandalheira e pobreza nacional, pois são eles os autores morais desta situação, com o seu golpe de Estado de
Abril de 74, mas claro, eles estão bem, que era isso o que pretendiam, os outros...os outros que se lixem, pois então!
"Grandes heróis", sim senhor!!!
Um abraço e cumprimentos.

Ex-Lusitano

PS. Meu Caro Abrantes, vê lá isso da percentagem da nossa dívida externa, quais 10,6%, isso é que era bom, para aí uns 60
ou 70%. Ah! isso sim.
17:52 17-07-2008
 
Para mim nada de novo, esta crise económica já dura á alguns anos e só é camuflada quando entramos em eleitoralismos.
Para os políticos enganarem o povo, até dizem que o paraíso desceu á terra e desembarcou em Portugal...!!!
Depois é o que se vê,as prespectivas são sempre a prejudicar e muito as familias.
Enfim "jogadas sócratianas".
 
As massas -- nao so em Portugal -- tendem a actuar como CARNEIROS, dai que nao se pode contar com elas para tentar alterar seja o que for.

So se revoltam quando falta por completo a PALHA...quando nao ha nada, absolutamente nada para comer. Quando a Fome e o Desespero total acampam na Sociedade.

Entao, e se aparecer um lider ( logo por azar pode vir a ser um dos que nao prestam para nada mas que falam com fluencia...que sabem convencer o Ze Pagode ! Tipo Santana Lopes e alguns outros !) talvez que as massas se decidam a actuar e seguir o lider, o que nao e garantido pois as massas sao "brutas" por natureza e so elites, quais pastores, conseguem ter olhos para conduzi-las por um caminho.

E entao, quando tal sucede -- felizmente e raro -- fazem os maiores disparates, desacatos, violencias e tropelias e talvez
ate consigam mudar alguma coisa.
Pelo meos algo que sirva os intereses dos lideres, das elites que aproveitaram sua dissatisfacao total para as conduzir "pelo bom caminho" .

Ora isso nunca pode acontecer em Portugal.
Somos um pais de brandos costumes
e de enucos politicos que tem nas maos a possibilidade de mudar mas continuam reelegendo os mesmos que sabemos ha anos nao passarem de oportunistas, corruptos e incompetentes. Temnos na verdade aquilo que queremos e merecemos.
E um autentico circulo fechado com os mesmos ha decadas a entrar por uma porta sair por outra e tornar a entrar....
Nada a fazer meus amigos. Portugal e assim !...e ja nem sequer temos Militares para darem um Golpe de Estado pois ja nem tropas existem; so elites de oficiais Superiores, gente de Gabinete !

Rnato Nunes
Carolina do Sul, EUA
 
Caro Abrantes ;
Vá ao blog www.antinazipnr.blogspot.com
É só rir á conta dos nazis.


Cumpts.
Nacionalista anti-nazi
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]