terça-feira, outubro 07, 2008

ARQUITECTO SÁ FERNANDES
MANDOU RETIRAR OUTDOOR DO PNR

O arquitecto Sá Fernandes, vereador da Câmara, de Lisboa classificou o outdoor do PNR como “racista e xenófobo” mandando retira-lo.
O anúncio surge depois do vereador do Ambiente, Espaços Verdes e Plano Verde da CML ter dado um prazo, até às 18:00 horas desta segunda-feira, ao partido para retirar o cartaz colocado na praça de Entrecampos, afirmando que a autarquia não autorizou a mensagem xenófoba que consta no cartaz.

Que o senhor vereador considere o outdoor de “racista e xenófobo” está no seu direito. Contudo, esta atitude dá a entender que todos os cartazes que sejam colocados nas ruas e praças de Lisboa terão de ir à aprovação prévia da opinião do senhor vereador .
Que o senhor vereador considere que o cartaz é anticonstitucional, está também no seu pleno direito. Contudo, há instituições apropriadas para analisar e solucionar casos como este.


O PNR é um partido politico e tem todo o direito a ter opinião. Isto, quer concordemos, ou não, com ela.
O PNR tem todo o direito em transmitir, publicamente, as suas opiniões. O Povo Português que as julgue nas urnas de voto.
Quanto à constitucionalidade ou não das mensagens, cabe aos organismos competentes julgar os factos e accionar os seus poderes .
Vivemos num Estado de Direito e ninguém pode estar sujeito à imposição das opiniões pessoais deste ou daquele político quando ocupa lugares de poder.


O senhor arquitecto Sá Fernandes considera o cartaz de “racista e xenófobo”. Eu, pessoalmente, não o considero. Contudo, provavelmente, estamos ambos na mesma sintonia : - Não gostamos do cartaz. O Arquitecto por umas razões e eu por outras.
O arquitecto lá terá as suas e eu por considerar que o problema da imigração não está nos imigrantes mas sim na forma e no conteúdo da actual Lei da Imigração.
A diferença é que o senhor arquitecto, e vereador, tem o poder de decidir e eu apenas me resta – vamos lá ver a até quando… - o direito de opinião.
Manuel Abrantes

Comentários:
Caro Abrantes,
Lembras-te deste parágrafo que escrevi num teu anterior post?

"...De forma, que o PNR continua com a estratégia de sempre, a de um urso numa loja de vidros, não acertam no sítio certo, é só tiros na água, não tem mais ojectivos, do que seja apontar os imigrantes como os causadores de todos os males que nos afectam, quanto aos verdadeiros responsáveis, sobre esses nem uma palavra, assim hão-de ir longe..."

Pois bem, tiveram agora a resposta com a retirada do painel, estava-se mesmo a ver que após a condenação dos "nacionalistas" arguidos em Monsanto, o BE e demais organizações e forças políticas de esquerda, ganharam mais força, e isso "legitimou" a retirada do cartaz.
Para ser sincero, já estava à espera duma reacção do género, daí eu ter falado do tal comportamento do urso na casa de vidros, é que é preciso perceber que o Nacionalismo é coisa "non grata" neste regime, logo é preciso pensar com a cabeça e não com os pés, e pode o PNR meter processos-crime ou civeis, ou o que quer que seja, que nunca há-de ir longe, por outro lado tal como eu tinha afirmado, o PNR ainda não tem massa eleitoral suficiente para se abalançar a tais tipos de cartazes, não estão na Áustria. Há uma imensidade de temas e de modos de os abordar, que ninguém pode considerar racista ou xenófobo e que até tem mais poder de conquista de massas, que estes cartazes, que no fundo, o "sub-consciente" esquerdista que ainda resta no nosso país, rejeita.
Mais uma vez, tenho razão ao dizer, que o que falta no Nacionalismo e neste caso no PNR em particular, é estratégia, não sabem colocar as mensagens certas nas alturas certas e para o público certo, andam positivamente apenas atrás do tema imigracionista, que, tal como já disse, parece aos olhos deste partido, o pai de todos os males, daí, que só mandem tiros na água.
Mas não vale a pena falar, porque lhes entra por um ouvido a 100, e sai pelo outro a 200.
Um abraço.

LUSITANO
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]