sexta-feira, outubro 03, 2008


A MÃO PESADA DA JUSTIÇA

Como Nacionalista não podia deixar de tecer algumas palavras sobre as condenações a alguns arguidos do “caso Hammerskins” ( não fui eu que lhe dei este nome).
Como os leitores mais atentos sabem não me identifico com este tipo de linhas políticas. Bem, antes, pelo contrário.
Sou Nacionalista mas não me identifico com pensamentos radicalistas.
Contudo, com o respeito que toda a Justiça me merece, entendo que existem aqui algumas incongruências na metodologia das penas aplicadas.
Não sou jurista e por isso posso estar a cometer erros de analise. Contudo, como cidadão esta é a minha opinião:

Mário Machado foi condenado a quatro anos e dez meses de pena efectiva pelos crimes de discriminação racial, coacção agravada, detenção de arma ilegal, ameaça, dano e ofensa à integridade física qualificada.
Se ficaram provados estes crimes deve ser condenado por isso. Disto eu não tenho dúvidas. O que não entendo é como se libertam violadores, assaltantes violentos e demais fauna do género e não se tem pejo em aplicar uma pena de mais de quatro anos de prisão efectiva a crimes (não deixam de ser crimes …) do, agora, condenado Mário Machado.

Repare o leitor(a) o seguinte:
Penso que a noticia é da Lusa e diz o seguinte:
“O acórdão do julgamento de Mário Machado, líder do grupo Hammerskins em Portugal, refere que este activista conotado com a extrema direita foi também condenado pelos crimes de discriminação racial, coacção agravada, detenção de arma ilegal, ameaça, dano e ofensa à integridade física qualifica.”
(…)Activista conotado com a extrema-direita foi também condenado pelos crimes (…).
Claro que quem escreveu isto foi a comunicação social e não acórdão do Julgamento.
Então, para a opinião da comunicação social ele foi condenado por, entre os crimes de que foi acusado, o “crime de ser de extrema-direita.
Neste nossa Democracia podemos ser de extrema-esquerda. È bom é bonito e até podemos vir a ter lugar no Parlamento. Ser de extrema-direita é criminoso.
Estarei errado nesta analise ?

VEJAM LÁ O QUE É QUE ESTÃO A CRIAR…

Esta situação pode (espero que não…) vir a criar um género de “mártir político” para algumas franjas, especialmente, da nossa juventude.
Tal como afirmou o advogado de defesa do Mário Machado, Dr. José Manuel de Castro, “considero que a pena aplicada é exagerada, porque os factos provados são bagatelas penais. Não houve mortes, nem roubos. As armas apreendidas não serviram para cometer nenhum crime “.

RELEMBREMOS O PASSADO

Como os leitores(as) sabem eu respeito e, simultaneamente, critico o regime que se chamou : “Estado Novo”.
Sabem quem é que deu força aos comunistas nesse regime ?
- Foi o próprio regime!!!
Cometeu tantas arbitrariedades e atrocidades com os comunistas que fez deles “mártires” e levou a solidariedade, para com eles, de grandes franjas da sociedade.
O que não quer dizer que os comunistas não tenham cometidos crimes contra as Leis vigentes.
O seu braço armado ( ARA- Acção Revolucionária Armada) não foi para “brincadeiras”.

De um pequeno grupo clandestino tornaram-se numa autentica dor de cabeça para o regime e, no fim, conseguiram destruir o próprio regime que os perseguiu.
Estarei, também, errado nesta análise?
E sabem que mais?
Na altura ( Estado Novo) algumas sapiências pardas diziam que o que era preciso era “esmagar os comunistas” a qualquer custo e a qualquer preço.
E mais: - Não havia problemas porque a população portuguesa jamais os apoiaria
-“O nosso Povo é católico, jamais apoiará tal gente” (os comunistas).
Isto foi o grande mote para a perseguição dos ditos cujos.
Viu-se… Não foi ?
Aprendam a lição senhores do poder político. Só os burros continuam a ser burros.
Manuel Abrantes

Comentários:
Paulo Maia é o arguido com a pena mais pesada. Sete anos de cadeia por discriminação racial, duas tentativas de homicídio e dois crimes de sequestro na Amadora.

TRÁFICO

O arguido Rui Veríssimo foi condenado a 3 anos e 9 meses de cadeia. Foi apanhado com cocaína no aeroporto, mas o tribunal não considerou serem os Hammerskins financiados pelo tráfico de droga
 
Anónimo, não se pega em comentários de jornalistas para fazer disso uma verdade.

Paulo Maia, foi abordado e perseguido por um grupo de jovens negros, na Amadora, e disparou a sua arma tendo acertado num deles. Não foi acusado de tentativa de homicídio, ao contrário do que diz o jornalista, e por algum motivo foi: estava em fuga de um grupo de selvagens. Ainda assim, viu a sua pena agravada (qualificada) por racismo! Acha justo?

Rui Veríssimo não estava a ser julgado nem foi condenado por tráfico de droga, mas sim por co-autoria de agressão num bar em Peniche e posse de uma caçadeira em sua casa (só essa arma são 2 anos da pena que apanhou). Se achar bem, peça a mesma condenação para os caçadores sem licença, e depois veremos se alguém acha justo...
 
o anónimo esqueceu se de referir que o arguido Paulo Maia,como ficou provado em tribunal ,ate pelo testemunho dos negros em sede de julgamento que se o apanhassem "iriam fazer dano",tendo o arguido fugido de um bando de negros que o pretendia apanhar,tendo efectuado 2 disparos da sua arma para se defender,na sua fuga pretendeu apanhar um táxi que recusou a corrida,tendo em seguida entrado em um carro particular em que seguiam as 2 testemunha presentes em tribunal,que se recusaram a arrancar também,foi quando depois de o carro ter sido apedrejado pelo bando de negros,que Paulo Maia mostra a arma e ordena que arranque com o carro,tendo quando ja estava bem longe da estação da Amadora parado e pedido desculpas as pessoas do referido veiculo,prontificando-se a pagar a gasolina,tudo isto confirmado por estas 2 testemunhas em tribunal.


Em relação ao Rui,não sei porque o anónimo coloca aqui algo que nada tem a ver com este processo e pelo qual o referido arguido já foi condenado.

Um arguido do processo.

Ps.
Sr Abrantes se quisere
posso lhe dar a minha identificação,mas como deve compreender,neste momento não devo pelos motivos óbvios de uma forma publica
 
Não vale a pena perder latim com gentalha.
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]