sexta-feira, dezembro 05, 2008


PORTAS-SOCRATES
NAMORO Á VISTA



Segundo reza o Diário de Notícias a governabilidade foi o tema central de um debate promovido pelo PS sobre a reforma das leis eleitorais no Parlamento. O porta-voz do partido, Vitalino Canas, rejeitou alianças com o PSD, PCP e BE nas legislativas. Já um acordo com o partido de Portas não foi considerado inviável.

O PS recusa tratar de forma igual todos os cenários de alianças pós-eleitorais em 2009.
Algumas, considera de todo impossíveis (à esquerda ou com o PSD), mas outras nem por isso (com o CDS).
Ontem, isso tornou-se claro numa intervenção do porta-voz do partido, Vitalino Canas, num debate promovido pelo partido no Parlamento sobre a reforma do sistema eleitoral.Falando sobre o problema da governabilidade em Portugal, Vitalino Canas escolheu qualificativos diferentes para os diversos cenários possíveis.
Foi do "gravíssimo" (uma aliança com o PSD) ao "impossível" (com o PCP ou o BE), acabando numa formulação mais suave para eventuais entendimentos com o CDS (suscita apenas, no PS, "reservas" e "dúvidas", sendo "pouco credível").
Segundo Vitalino, um entendimento do tipo "bloco central" (PS/ /PSD) seria, no seu entender, algo de "gravíssimo". "Não é possível, nem desejável, a bem da própria saúde do sistema partidário." Já com o PCP ou o Bloco de Esquerda (ou ambos) trata-se de algo "virtualmente impossível", visto que estes partidos, embora "advoguem com vigor" convergências à esquerda, "são "os primeiros a criar todos os obstáculos de modo a que ela seja impossível".
"Restaria, portanto - acrescentou -, a recente disponibilidade do CDS, reconfortante para o PSD mas pouco credível para o PS, onde suscita muitas dúvidas." .

Isto é o que escreve o Diário de Noticias


Bem! Mesmo que as ditas sondagens de hoje apontem para um PS próximo da maioria absoluta não acredito, minimamente, nisso.
Não acredito eu nem acredito que alguém do PS também acredite. As sondagens são testes alienatórios. Mas onde? Quem ? Que estratos sociais ?
Se fizessem uma sondagem aqui na vila do Pinhal Novo os comunistas ganhariam com maioria absoluta.
Mas voltemos ao namoro PS/CDS.
Esta aliança governamental já existiu. Existiu no 2º Governo Constitucional em 1976, onde Mário Soares era o primeiro-ministro.
E no que deu ?
-Descalabro total e a subida ao poder de Francisco Sá Carneiro.
Uma aliança destas era o fim do CDS/PP. Claro que podia ser o fim do CDS/PP mas era a tábua de salvação para Paulo Portas. Isto é uma verdade.
Por isso não ponho em dúvida que um PS sem maioria absoluta se unisse ao CDS/PP.
E também acredito que o Paulo Portas, para voltar à cadeira do poder, se encoste ao primeiro que lhe estenda a mão.
Os princípios dos partidos já foram para o caixote do lixo. O importante é arranjar tachos para as suas clientelas partidárias.
É assim esta democracia.
Manuel Abrantes

Comentários:
Não reduza o interesse no poder ao interesse nos tachos. Há mais em jogo do que o interesse em tachos.

E não reduza as sondagens aos limites da sua inteligência e conhecimento. O que é isso de testes "alienatórios"? Quem lhe disse que as amostras não contemplam a geografia e os "estratos sociais" como você refere?
 
Sr(a) anonimo
Respondo-lhe da mesma forma que os políticos respondem:
-Sondagens são sondagens...
MA
 
Caro Abrantes,
Vamos pensar. Ou CDS+PSD têm maioria ou a maioria é de Esquerda. Se a maioria for de Esquerda é OBRIGAÇÃO do CDS ou o PSD evitar que o PS se alie à extrema-esquerda. O país não sobreviveria incólome a uma governação PS+BE.

Em caso de maioria de Esquerda será obrigação do CDS, para com os seus eleitores, eviatr uma guinada à esquerda. É uma obrigação!

Os partidos devem exercer influência sobre o poder. è preferível que seja o CDS a exercer essa influência do que seja a extrema-esquerda!

Libertas
 
o ps ou alinha com o be ou como cds...até podia fazer o mesmo com o pcp ou o psd...ou todos juntos...ou cada um poderia ganhar isolado emmaoria absoluta ou não!!!Tudo seria igual ao mesmo!!!teem todos uma aparencia de linguagem distinta...mas,são iguais...iguais na forma divergindo no formato...
essa do voto hutil e outras balelas são isso mesmo,BALELAS da democracia...essa forma de ditadura que faz com que 60 ou 70% das pessoas nao serem representadas mas mesmo assim é dentro dos 40 ou 30% do resto que se forma o poder!
no dia em que um partido nacionalista(se algum dia vier a existir um)se aproximar sequer da area do poder(pela via eleitoral)verão que todos os outros se coligarão para o impedir de ganhar...
 
Paulo Portas nao passa de um narcisista que ha-de levar o CDS a falencia como partido.
Cada vez mais o CDS tem cada vez menos implantacao junto do eleitorado e duvido que tenha subido no numero de membros pagantes desde que Portas tomou conta do partido e desperdicou por completo a enorme oportunidade de torna-lo um partido verdadeiramente nacionalista, credivel e moderno, ocupando o vazio que ha muito existe no Centro-Direita politico de Portugal e que um novo partido, o P.N.P. , vai tentar preencher.
Ha centenas de milhares de portuguese que sao ou conservadores ou mesmo da direita ideologica. Os mais velhos , os retornados espoliados de bens ( corrisdos do Ultrramar so com a camisa em cima do corpo !) e gente que esta simplesmente farta da farsa que e a alternacia PSD/PS no tacho que significa que NADA mudara alguma vez para fora da faixa Esquerdista.
Se Portas se encostar a Socrates talvez seja com a intencao de arranjar um bom e lucrativo puleiro pois ele percebe que os que estao de fora jejuam. Nao tem tachos ! E ate pode ser que seja apenas por uma simpatia pessoal pelo P.M.. Nunca se sabera ao certo qual e a verdade pois Paulo Portas nao e parvo e ha-de arranjar uma boa desculpa !
O facto e que Portugal nao precisa de continuara a aguardar pelo CDS para ter um partido que represente todos aqueles que se sentem ideologicamente a direita do centro ou que sao por natureza e socialemnte conservadores mas que nao partilham em xenofobias e racismos tipicos do Nacional Socialismo de certos arruaceiros que por ai temos e que tentam passar por nacionalistas.
Penso que no P.N.P. muitos portugueses virao a encontrar um partido que os pode representar ideologicamente sem cometer excessos a que o nosso povo e averso.
Renato Nunes
Carolina do Sul, EUA
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]