segunda-feira, abril 27, 2009


SUSANA BARBOSA DO PARTIDO DA LIBERDADE
E O SEU GRITO DE ESPERANÇA

Publicado no “diário de Aveiro” mais uma excelente peça da 1ª Signatária do Partido da Liberdade



Volvidos 35 anos após a revolução de Abril, em Portugal, vivemos hoje mais do que nunca, uma falsa liberdade, diríamos mais, vivemos numa ilusão de liberdade, vivemos numa sociedade inserida na globalização, e em particular num país, onde subjugados ao poder instalado e aos interesses de todos os que nos governam de forma pouco digna, reina a corrupção, e quando um povo se sujeita a ser governado por corruptos, está longe de ser livre.
Longe de almejarmos um regresso ao passado, e sem pretendermos um regresso ao “24 de Abril”, cremos que a suposta liberdade conquistada pelo “25 de Abril”, jamais o chegou a ser na sua essência. Passados 35 anos de Democracia, o que para muitos representou um sonho e uma conquista, tornou-se hoje num pesadelo e numa derrota da própria liberdade de um povo.Vivemos hoje dias difíceis, por consequência de uma crise económica global e pela falência de um sistema, mas sobretudo, em Portugal, vivemos a falência do nosso próprio sistema e da falsa Democracia que nas últimas décadas vimos instituir-se em Portugal.
Hoje, o povo português demite-se da Democracia, e vive desacreditado dos partidos políticos e da política. A pouco mais de um mês das próximas eleições para o Parlamento Europeu, já é estimada a maior abstenção de todos os tempos do direito de votar, e sem a dignidade da participação do povo nos actos eleitorais, não poderemos afirmar que vivemos numa verdadeira Democracia, viveremos apenas numa falsa Democracia do que restará da “abstenção”, e que temos por certo, representará neste momento o “maior partido” português.
É tempo de despertar deste pesadelo, é tempo de pensar futuro, é tempo de lutar a sério por um “26 de Abril” em Portugal, é tempo de romper com uma Constituição da República ultrapassada, expurgando-a de tantos conteúdos ideológicos, desburocratizando-a, e dotando-a de mais interesses comuns a todos os portugueses, é tempo de uma IV República!
Não nos deixaremos vencer pelo desânimo do tanto que vai mal. Lutaremos pela verdadeira liberdade, pela “liberdade com responsabilidade”. Temos nas mãos a missão de renovar a política portuguesa, e de voltar a defender como prioridade os interesses de Portugal.
O Partido da Liberdade (PL) surgirá para uma nova Liberdade responsável, sem arrogância mas com austeridade, contra políticas facilitistas do neoliberalismo desenfreado e da propaganda socialista, e a favor de uma distribuição mais justa de todos os recursos. O PL surgirá para aproximar de novo os cidadãos da política, elevando a Democracia ao patamar da sublimação da governação com “políticos limpos”, de onde jamais se deveria ter desviado.
Susana Barbosa

Comentários:
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
 
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
 
Nas europeias, em quem votar?

-são eleições, sem qq consequências, em que estamos livres para votar?

-devemos votar útil e esquecer quem não elege deputados?

-mas as eleições são úteis?

Está na hora de lançar a discussão.

Luís
 
Rua Marcelo Caetano lança forte polémica em Sintra


BE, CDU e PS vetaram uma proposta da Junta de Agualva (PSD) para atribuir o nome do antigo primeiro-ministro a uma rua da freguesia, nome que já tinha e manteve após o 25 de Abril sem aprovação da Câmara de Sintra.

Uma rua com a designação de professor Marcelo Caetano, no Alto de Colaride, em Agualva, está a causar polémica em Sintra. Apesar do nome ser usado há mais de 30 anos, nunca houve uma decisão camarária que o oficializasse, o que levou a junta de freguesia de Agualva a colocar novamente a questão à Câmara, O assunto foi levantado ontem na reunião do Executivo, onde o presidente Fernando Seara garantiu não ter recebido ainda qualquer pedido. Para a CDU trata-se de "uma autêntica provocação com fins políticos". O deputado João Soares chegou mesmo a admitir que não o repugna "que se dê o nome de Marcelo Caetano a uma rua que já é conhecida por essa designação".

O DN sabe que a proposta da junta foi aprovada por maioria em Dezembro e chegou à autarquia a meio de Janeiro. "Eu próprio já lá estive na Câmara para tratar disto várias vezes", assegura um morador enquanto mostra cópia da proposta.

Segundo explica, a pequena rua que não chega aos cem metros nem às dez casas, tem esta designação desde 1973, por escolha dos moradores. Mas nunca houve uma formalização "por embirração da Câmara", conta Manuel Pereira.

Na terça-feira, os partidos de oposição na Assembleia de Freguesia de Agualva aprovaram também duas moções contra aquela designação. CDU e Bloco Esquerda reprovaram a proposta "com veemência", tendo obtido o apoio do Partido Socialista.


Comentário do PNP:

MAIS UMA VEZ ESTA NOTÍCIA VEM REITEREAR O QUE O PNP VEM A DIZER HA MUITO, POIS NÃO DEIXA DE SER
IMPRESSIONATE COMO AS ESQUERDAS EM PORTUGAL ATÉ O NOME DA RUAS QUEREM CONTROLAR E MONOPOLIZAR.

POR AQUI SE VÊ QUE ELES TÊM MUITA INFLUÊNCIA NO PAÍS, QUE TEM QUE ACABAR.............

Se pusessem o nome de
Fidel Castro,ou outro qualquer comunista, isso sim, seria uma festa, pois é um dos grandes herois do PCP, e a grande ambição de todo o comunista é deslocar-se a Cuba, para ir cumprimentar e beijar o Camarada que é tão democrático que nunca permitiu eleições gerais e livres naquele Páis, pobre e miserável, E MANDOU FUZILAR ALGUNS DESGRAÇADOS DE CUBANOS QUE Á PROCURA DE MELHOR VIDA TENTARAM EMBARCAR EM PEQUENOS BARCOS PARA OS EUA. e agora para cúmulo dos cúmulos ele adoece e fica o irmão a Reinar.Que rica e linda democracia?????????

Realmente enquanto os portugueses não tomarem medidas para enfrequecer esta gente do CDU, BE E PCP, nunca mais levantamos cabeça..............
 
M Abrantes,há aqui um erro, quem disse foi o PNP e não o PCP

PNP

www.p-n-p.forumeiros.com


+351 178 78 77
 
O Partido da Liberdade (PL) surgirá?

Então não existia já?
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]