sábado, julho 18, 2009




ALBERTO JOÃO JARDIM E O PSD/MADEIRA
E A REVISÃO CONSTITUCIONAL



Alberto João jardim e o PSD/Madeira vão promover um debate parlamentar com apresentação de uma proposta para a revisão constitucional.

O PSD/Madeira vai propor, entre muitas alterações no alargamento dos poderes autonómicos, que "a democracia não deverá tolerar comportamentos e ideologias autoritárias e totalitárias, não apenas de direita, caso do fascismo já consagrado na Constituição, como igualmente de esquerda, caso do comunismo", ainda não abrangido pela Lei Fundamental.
Quem parece não ter gostado disto foram os partidos da oposição – excepção ao CDS/PP – Madeira - que , segundo eles, não vão estar presentes nessas sessões plenárias.
O líder dos centristas madeirenses, José Manuel Rodrigues, está ao lado de Jardim. "Na questão de proibir partidos políticos ou forças políticas com ideologia totalitária nós estamos de acordo. A democracia tem de defender-se de projectos de extrema-esquerda ou de extrema-direita que coloquem em causa o regime democrático".
Desta vez, Alberto João, não vai “pregar” sozinho no deserto. Tem a seu lado, pelo menos nesta matéria, o apoio do CDS/PP


Há aqui algo que eu concordo. Se existe a proibição constitucional das ideologias fascistas porque não as ideologias comunistas ?
Ambas são de cariz totalitário e antidemocrático. Pelo menos para o tipo de democracias vigentes.
Um Hitler não foi melhor, nem pior do quem Stalin. Isto,neste casos de politicas criminosas. Nem o Salazar foi um democrata.
Contudo, passado mais de trinta anos de Democracia em Portugal só coloco a seguinte questão : - Ainda há medo das ideologias, sejam elas quais forem ?
-Não acreditamos na sapiência do Povo Português ?
- Há alguém que duvide que, nos dias que correm, as massas populares aceitem uma ideologia totalitária ?
-Parece que somos todos muito democratas mas não acreditamos nos eleitores.

Que sejam proibidas organizações políticas que apelem à violência, ou contra a ordem publica, concordo em absoluto. È um direito que o regime tem na sua defesa. Mas, toda e qualquer pessoa deviam ter o direito de poder transmitir qualquer opinião contrária ao regime Democrático. Ao regime democrático ou a qualquer outro.
Ninguém pode ser obrigado a dar o seu “amem” a um regime instituído. Nem a este nem a nenhum
Agora, uma coisa é a opinião expressa e outra é a forma como transmite as suas ideias e ideais.
Eu tenho respeito pela figura de Salazar – mas, não deixo de ser, como sempre o fui, também um critico – e tenho o direito de expor as minhas ideias.
Há quem concorde e quem discorde comigo neste tema. Segundo a actual lei constitucional eu posso criticar Salazar, mas não posso (???) elogia-lo.
Porquê?
Eu sei que ninguém é preso, ou molestado, por isso. Eu sei!
Então não está na altura de mudar este capitulo da Constituição ?
Apelas à violência ou à descriminação, concordo em absoluto com a sua proibição. Agora, linhas de pensamento: Não!!!
Manuel Abrantes

Comentários:
O comunismo tem que ser erradicado. Uma ideologia que matou mais de 100 milhões de pessoas no mundo não pode continuar a existir.

Abrantes, já adicionei o seu endereço ao Mos Maiorum
http://mos-maiorum.blogspot.com/

Outra coisa: eu tenho pensado na sugestão que você deu no jantar e já estou inclinado a dar-lhe razão. Precisamos é de meios para a concretizar.

Um abraço
 
É uma questão de respeito às famílias das vítimas do governo de Salazar...tem sentido.
 
Manuel Abrantes tem razao quando diz que a Constituicao deve defenir linhas de combates a ideologias que pregam violencia , descriminacao e ate anti-democracia mas que nao deve interferir nos direitos de cada um pensar do modo que quiser. Concordo.

O que Alberto Joao Jardim teve o condao de despoletar com a sua inesperada -- Jardim e um populista que sempre tera o condao de apanhar os restantes politicos 'com as calcas em baixo'...quando menos se espera !--intervencao foi o trazer de novo a baila aquilo que ha anos se impoe seja feito e nao tem sido porque os Partidos presentes na A.R. estao TODOS acomodados e nao querem fazer ondas.

E isso e a REVISAO de uma Constituicao criada pelas esquerdas dos tempos do PREC e de Vasco Goncalves e na qual, se proibia o Fascismo [( compreende-se que assim fosse ao sair-se de 40 anos de Estado Novo que nao era Fascista mas que passava entao por ter sido ! )] mas colocava o Comunismo num pedestal em que nao merece estar de modo algum...o de serem considerados campeoes e DEFENSORES DA DEMOCRACIA !

Portanto Alberto Joao Jardim, com a sua impertinente -- deixa muitos de cara a banda, especialmente o P.C.P. -- intervencao esta forcando a que Manuela Ferreira Leite e o P.S.D. tenham de abordar o assunto em breve.

Nao quer dizer que apos acalorada discussao o P.C.P. seja proibido.
Nada disso. O importante e comecar a discutir o assunto a serio.

Eu pessdoalmente prefiro ver os Comunistas a "suarem ao sol de uma democracia imperfeita" do que escondidos nas trevas a conspirar e a passarem por martires de uma causa que nao e em nada a defesa da democracia e das liberdades mas sim a instauracao de uma ditadura a qual, com enorem desplante , insistem em chamar...uma " democrcia popular" (?) de amplas liberdades. Canalhas !

No meios da controversia que se gerou supreende-me bastatnte o silencio de Paulo Portas -- que noutros tempos foi um dos poucos politicos que advogou a revisao da Constituicao --, mas talvez por ser um dos acomodados ao 'status quo' prefere estar calado p[ara nao por em perigo a possibilidade de alcancar mais uns tachos para os seus "muchachos".
 
É um acto de hipocrisia, por parte dos diferentes partidos políticos em Portugal não se insurgirem contra o PCP e o BE, que sendo das extremas esquerdas, falam e comportam-se como dois partidos que já governam em Portugal, o que além de não ser verdade, pois os dois juntos só somam 20% do eleitorado, (QUE ATÉ JÁ É MUITO) ainda por cima todos sabem o que eles QUEREM , que é o totalitarismo e um estado agnóstico ateu e ditadura esquerdiasta é de longe a pior das ditaduras.
No entanto o PNP dá aqui os parabéns ao NUNO MELO, jovem promissor do CDS, que ontem num debate NA RTP, soube bem enfrentar duas meninas do PC e do BE, que além de nunca responderem sobre diversas questões que ele lhes pôs, como sobre a democracia na Coreia do Norte e em Cuba, mudando de conversa rápidamente, FOI O ÙNCIO QUE TEVE A CORAGEM DE SE INSUGIR CONTRA AS ESQUERDAS.

Fazemos votos que muitos mais como João Jardim e Nuno Melo se levantem e desmascarem todo um conjunto de pessoas,que enganam muitos dos nossos conterrâneos, os quais sem terem nenhum conhecimento político, votam continuamente no PC e no BE,numa ilusão total e á espera do tal paraizo em Portugal.
 
CONSIDERANDO NO ARTIDO ÓPTIMO DE MANUEL ABRANTES SOBRE JOÃO JARDIM E O LE S~TER TOMADO SALZAR COMO EXMPLO, NÓS NO PNP/ RESPONDEMOS SOBRE SALAZAR SE FOI MESMO FACISTA:


SERÁ QUE SALAZAR FOI MESMO FACISTA?

NÃO DE TODO, FOI APENAS DITADOR, POIS OS PORTUGUESES ESTAVAM INGOVERNÁVEIS, E O PAÍS NUMA ANARQUIA QUANNDO ELE TOMOU CONTA DAS RÉDEAS DO GOVERNO.
MUITO SE PODIA DIZER SOBRE ISTO, MAS UM GRANDE HISTORIADOR BRASILEIRO, MUITO CONHECIDO, DEU UM
BOM EXEMPLO, BEM PLAUSÍVEL, USANDO CALOUSTE GULBENKIAN COMO EXEMPLO.

Gulbenkian, arménio, mas cidadão britânico, por naturalização chegou a Portugal em 1942, e e de tal modo se apaixonou por Portugal e pelos portugueses, que aqui fixou residência. Se Portugal fosse o que hoje se diz, o senhor Gulbenkian nunca aqui teria ficado, nem teria deixado a sua fabulosa fortuna aos portugueses que ele tanto amou.
SIR CALOUSTE SARKIS GULBENKIAN ao morrer em 1955 deixou em Testamento milhões e milhões de dólares, para os portugueses............algo que ele nunca teria feito se Salazar fosse facista, ou se o governo de Portugal fosse facista. Os comunistas não gostam de Gulbenkian tendo até mesmo já o apelidado de ter sido facista, outra mentira, pois os Iñgleses nunca lhe teriam dado a naturalização nem a Rainha o título de SIR.

Este é o melhor exemplo de que se pode dar, de que Salazar nunca foi facista .

PNP
Orgulho de Portugal
 
Da wikipedia: "O Fascismo tinha como principais características: o totalitarismo, a liderança carismática, o corporativismo, o nacionalismo, o militarismo,o expansionismo e o companheirismo entre os nazistas." Aplica-se ou não ao governo de Salazar?
 
Sr anónimo.
Claro que não se aplica.
E é facil de compreender.
Portugal é membro fundador da NATO (OTAN).
Acha que depois da 2ª Guerra Mundial esta organização aceitaria como seu membro fundador um País com esse tipo de regime?
O "Estado Novo" foi um regime corporativista (Tinha Assembeia Legislativa e Corporativa) e - aqui sim- um regime Nacionalista ,apioado, pela sua Constituição, no Municipalismo e na familia.
Não foi um regiem Democrático.
Não foi !!!
Mas temos de o analisar no seu espaço e no seu tempo.
Nunca - mas nunca!!! - o "Estado Novo" se intitulou como regime de ideologia fascista.
Bem,antes, pelo contrário.
Um cidadão que se assumisse como "fascista" - para o regime na altura- era pior do que se assumisse como "comunista".
È dificil de percerber. Não é?
Mas foi a realidade.
Salazar e o seu regime nunca aceitou "fascismos", comunismos e, muito menos, nazismos, fossem de que aspecto o fossem.
Que o diga o Rolão Pedro (nazi asssumido) e condecorado pelo presidente Mário Soares, só porque combateu e foi preso no regime do Estado Novo.
Contradições.
Não é ?
Manuel Abrantes
 
Ha mais FASCISMO no Socialismo como e hoje praticado nos paises Ocidentais do que havia no ESTADO NOVO.

O Prof. Salazar foi basicamente um autocrata -- seguiu um tipo de ideologia chamada Integralista -- que usou algumas praticas decalcadas de ideologias autoritarias mas diferentes de modo a chegar a uma situacao que fosse a que melhor se ajustava as idiosincrasias de um Povo dificil de governar como e -- ainda hoje e -- o nosso.

E para a epoca -- ha sempre que ver o contesto historico e contemporaneo de cada regime -- ATE FUNCIONOU mais ou menos bem.

O Estado Novo foi um estado muito brando, em nada parecido com a BRUTAL EFICIENCIA demonstrada pelo Fascismo Italiano, pelo Nazismo Germanico ou mesmo pelo Bolshevismo Estaliniano.

Se a PIDE tivesse tido o comportamento impiedosamente eficaz de uma GESTAPO ou de uma NKVD teriam sido poucos os comunistas que teriam sobreveivido ao regime.
Estariam hoje todos em sono eterno no Tarrafal Tropical que foi afinal tao pouco usado por um regime que foi acusado de ter sido brutal com os seus inimigos. FALSO !

Nao funcionou pior do que a democracia tem funcionado em 35 anos e nunca tivemos de abdicar de termos orgulho na nossa nacionalidade como hoje.

Isto apenas para podermos receber as esmolas que o Grande Capitalismo Globalista manda Bruxelas dispensar a Portugal pelo bom comportamento as elites que nos governam --e que sao amplamente recompensads por isso --convenceram o povo portugues a aceitar.
 
Eu percebo isso...sem dúvida que agora há uma diabolização de Salazar e do seu regime! Mas pense em todas as famílias que sofreram, pense na falta de liberdade individual e artística...não será quase um "crime" elogiar Salazar? Pelo menos genericamente parece-me errado...
 
Sr (ª) anonimo.
"Familias que sofreram"???
E, agora, não as Há ???
As familias Portuguesa são felizes ?
Hoje, quase que já não há familias. O regime vigente fez "o favor" de acaber com elas.
Liberdade artística? O que existe, nos dias de hoje, chama liberdade artistica ou "libertinagem artísticas".
Com todo o respeito pelos verdadeiros artistas em toda, e qualquer, arte.
Amigo ( ou amiga) relembro-lhe uma frase:
_ Nem liberdade sem pão; nem pão sem liberdade !!!
Compreende ?
O "Estado Novo", como todo e qualquer regime, tiveram coisas positivas e negativas.

Saibamos recolher os bons ensinamentos e repudiar o que de pior eles tiveram.
Saibamos ter a "cabeça fria" e o coração aberto para recolher os ensinamentos da História.

Eu elogio Salazar no que entendo elogiar e condeno-o no que entendo condenar.
Aliás, como sempre o fiz.
Eu sou um admirador (mais respeitador) da figura de Salazar mas não deixei de colaborar _ voltaria a fazer o mesmo - no golpe do 25 de Abril.
A minha grade "mágoa" é ter de partir sem ter conseguido acabar o que ajudei a iniciar, quando tinha 23 anos (hoje 58 ) em Abril de 74.
Não consegui impor a "evolução na continuidade".
Não consegui...
Eu e outros (muito poucos...)
Em meu nome pessoal pesso desculpa à gerações por esse facto.
Não consegui.
Manuel Abrantes
 
"Eu sou um admirador (mais respeitador) da figura de Salazar mas não deixei de colaborar _ voltaria a fazer o mesmo - no golpe do 25 de Abril." É a frase que me vai fazer "investigar" mais acerca do governo de Salazar e ser mais critico relativamente aquilo que nos é imposto.
 
"EM MEU NOME PESSOAL PESSO DESULPAS ÀS GERAÇÕES POR ESSE FACTO."

Algo espantoso que nos deixou terrivelmente sensibilisados por semelhante declaração. Oxalá outros como Manuel Abrantes, se pudessem autoretratar, como ele o faz aqui,mas homens como ele há muito poucos.

Mas nosso querido companheiro,Manuel Abrantes tudo tem sido feito tal como um complôt a nível mundial PARA SERMOS DOMINADOS POR UM SISTEMA QUE NÃO INTERESSA , LOGO DEFENDER A IDENTIDADE, O ORGULHO E O SENTIMENTO PÁTRIO DE QUALQUER POVO.. REPRESENTA UM ENORME OBSTÁCULO Á IMPLANTACAO DE UMA NOVA ORDEM MUNDIAL.
O NACIONALISMO DAS PÁTRIAS É CADA VEZ MAIS UM ANÁTEMA PARA A GLOBALIZAÇÃO DAí O ODIAREM TUDO O QUE MANTENHA OU INCENTIVE O NACIONALISMO DE CADA POVO.
PARA TAL, PARA DESTRUÍ-LO É PRECISO PRIMEIRO ROUBAR A IDENTIDADE NACIONAL E O ORGULHO PÁTRIO.
DESTRUIÍ-LOS RETIRANDO AO POVO O CONHECIMENTO E O ORGULHO NA SUA HISTÓRIA E SEUS VALORES SUBSTITUINDO-OS POR "NOVOS VALORES" ( criados propositadamente por politicos, intelectuais e académicos esquerdistas de modo a apressar a desintegração das sociedades em que são implantdos com a conivência dos Governantes locais !)
TODOS ESSE NOVOS VALORES SÃO FALSOS E FORAM CRIADOS E SÃO PATROCINADOS POR UMA UNIÃO EUROPEIA ÁS ORDENS DE WASHINGTON SENDO IMPLANTADOS NO PAÍS PELOS GOVERNANTES P.S. e neste momento em Portugal são os socialistas, mas outros virão, e tudo começou com o 25 de Abril, e assim está feito para nunca mais acabar. O nosso amigo não o sabia e muitos náo o sabiam nem hoje o sabem...............logo não se martirise, pois não teve culpa, pois feê-lo de boa fé, esperando por melhores dias que não vieram nem jamis virão...........
continuaremos lutar sim.........e não pararemos, isso pelo menos satisfaz-nos, pois nao cruzámos os braços e sentámo-nos á sombra da bananeira, e um dia podremos dizer que tudo fizémos pela nossa Pátria...........
 
O Jaime Ramos mostrou mais uma vez a sua veia troglodita e o seu desconhecimento da história pátria e colocou Salazar na governo de 25A 1974.
 
Abrantes, quer participar num exercício de imaginação histórica?

http://forumpatria.com/index.php?topic=4162.0
 
Caro Abrantes:
Entao que lhe aconteceu?
Ha muito que nao vejo nada de novo publicado.
Estara a pasaar umas merecidas e repousantes ferias? Espero que se for esse o caso que sejam mesmo boas.

Ou entao...se que esta envolvido no processo que vai levar a "reforma' do P.N.R. ?
Aquilo que ha muito devia ter sido feito e que vai --espero -- tranforma-lo de Partido Neo-Nazista em Partido NACIONALISTA Lusitano, verdadeiro, genuino, conservador e com base assente em principios cristaos.

Espero bem que seja essa a razao da sua ausencia e faco votos por que tudo va para melhor e o meu amigo use sua influencia moderadora no sentido de levar o P.N.R. pelo bom caminho.

Ate talvez. desta vez, eu acabe por finalmente tornar-me um filiado no P.N.R..

Um abraco do
Renato Nunes
 
Não! Amigo Renato Nunes.
Férias e motivos profissionais.
Esta semana já volto às lides.
Um pequeno interregno.
Informo que continuo a nada ter com o PNR.
Não tenho, nem quero ter.
Tenho muitos duvidas sobre qualquer recuperação (???) desse partido.
Mas, não deixo de ter uma restia de esperança.
Muito vaga...
Próximas lutas politicas?
- talvez candidato as autarquicas, aqui em Palmela, como independente pelas listas do CDS/PP.
Tanvez...
Manuel Abrantes
 
Caro Amigo e Sr. Abrantes;
Qualquer que seja sua decisao faco votos que seja bem sucedido no rumo que tracar para si.
Por tyudo o que leio nao se leva muito tempo a perceber que o amigo deve ser uma pessao bastante ponderada, com nocoes oprofundas sobre politica e nao dada a arrebatamentos extremistas.
Boa sorte e espero apenas que nao acabe com o seu ESTADO NOVO !
Renato Nunes
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]