quarta-feira, julho 01, 2009



PARTIDO DA LIBERDADE
UM NOVO PARTIDO NO ESPAÇO POLITICO PORTUGUÊS


A comissão instaladora do Partido da Liberdade (PL) entregou no Tribunal Constitucional o requerimento de inscrição desta nova força política, que tem sede em Aveiro.
Segundo Susana Barbosa, primeira signatária do PL, trata-se de um partido de direita cujos "pilares" são o "nacionalismo" e o "municipalismo".
"O PL pretende preencher um vazio político e ideológico existente em Portugal e surge com a missão de devolver aos portugueses a importância dos valores da família e da vida, do trabalho, do mérito e do reconhecimento, da defesa e elevação da agricultura portuguesa, do comércio português e da indústria portuguesa, da salvaguarda das raízes nacionais, da sua cultura, do seu património, da sua história, e da protecção do ambiente e da sustentabilidade de tudo o que é natural à própria vida", explica.

Não posso deixar de saudar esta iniciativa. Um partido que se intitula de Nacionalista e Municipalista.
Não vou tecer comentários sobre o Partido da Liberdade.
Desejo-lhe os maiores sucessos e acredito que o Nacionalismo Português ficou mais rico com a aparecimento do Partido da Liberdade.
Então podemos dizer que, hoje, já existem em Portugal duas forças partidárias que se reclamam com Nacionalista.
São duas forças partidárias muito diferentes na sua concepção, na sua base de militância activa e, até, nas linhas programáticas.
O futuro e os Portugueses farão a diferença entre ambos.
Manuel Abrantes

Comentários:
havia um papagaio alentejano de janela, que tentou ridicularizar o PL,num forum nazi-à-portuguesa, dizendo entre outras preciosas pérolas, por exemplo de que: o PL era um projecto unipessoal e para revistas "cor-de rosa".

pelos vistos o projecto "unipessoal" reuniu mais de 7.500 assinaturas em torno da Drª Susana Barbosa e do ex Dirigente do pnr JOÃO FRANCO (antigo braço direito do JPC), para além das figuras de relevo tais como: Renato Cardoso, José Rangel Pombal, Silva Pereira e Jorge Branco
 
O ESTADO DA NAÇÃO-A conclusão a que se chega, é que Portugal, é um País frágil, dependente e sem esperança, apequenado ,onde a boçalidade, letargia, corrupção, inveja e difamação são germes que minam toda uma sociedade a vários níveis.
A nossa nação sofre de doença crónica, grave e contagiosa e só uma reabilitação da política feita por portugueses de nobre carácter e amor a Portugal a poderá Salvar.
O PNP- Lusitano-Conservador e cristão, reconhece a urgência de NOVOS VALORES, NOVAS PRIORIDADES, NOVAS ATITIDES E NOVOS COMPORTAMENTOS pois por este caminhar, nunca mais saímos do pântano e das areais movediças em que nos encontramos.

Nós no PNP, temos acompanado o PL e sabemos que a Dra. Susana Barbosa,tal como quem ela reune á sua volta, é uma PORTUGUESA DE NOBRE CARACTER, para mudar muita coisa que obviamente
está mal em Portugal ao contrário de muitos outros.

Nós sabemos que não hã partido ou movimento que monopolise o nacionalismo em Portugal, pelo contrário, venham mais que com o seu apoio e amor pela Pátria, ajudaráo a salvar o nosso País.
Força aí, Dra. Ana Barbosa e não ligue aos foruns nazi-á-portuguesa, mas vá em frente e dê de si á grade nação que é PORTUGAL



PNP
Orgulho de Portugal
www.p-n-p.forumeiros.com


www.partidonacionalistaportugues.com
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]