segunda-feira, setembro 28, 2009



QUANDO O VENCEDOR É TAMBÉM O DERROTADO

O PS ganhou as eleições para as Legislativas com 36 por cento dos votos. Contudo, perde a maioria absoluta passando dos 45 % (2005) para os 36 % do eleitorado. Isto representa uma perca de mais de meio milhão de eleitores.
È uma vitória com sabor amargo, até porque terá de governar na base de acordos com os partidos da oposição. Isto não será fácil para Sócrates que granjeou, pela sua arrogância e prepotência, anti-corpos com todos os lideres da oposição.
Sócrates pensava que seria um eterno rei e senhor da politica portuguesa.
Com Sócrates à frente os socialistas não vão ter a vida facilitada na sua governação.
Com outro, isto seria possível como o foi no governo de Guterres ou com Mário Soares.
Vai ser uma legislatura muito complicada para as bandas socialistas.

Um dos grande vencedores da noite eleitoral foi Paulo Portas que viu o CDS/PP passar a barreira dos 10% ( 21 deputados) e conquistar a terceira posição no espectro politico.
O Bloco de Esquerda foi outro dos grandes vencedores. Ultrapassou a CDU e possui, agora, 16 deputados. Era uma subida esperada onde as sondagens sempre lhe deram indícios de que seria a terceira força politica em Portugal. Mas não foi.
Isto, mesmo com a comunicação social a leva-lo ao colo


Na minha opinião o grande vencedor da noite foi Paulo Portas e o CDS/PP. Do partido do táxi (4 deputado) – sua queda máxima – passou, agora com Paulo Portas à cabeça, a ser a terceira força politica.
Paulo Portas bateu-se nestas eleições em três pontos fundamentai: Segurança, Lei da Imigração e a questão do Rendimento Mínimo.
São temas que os Nacionalistas, também, fazem “cavalo de Batalha”.
Portas, sem falar em Nacionalismo ( não é nem nunca será), bateu nas teclas exactas. Pescou nas àguas nacionalistas e atirou para as “calendas gregas” qualquer tentativa de crescimento de partidos assumidamente Nacionalistas.
Indiscutivelmente, Portas aglutinou o descontentamento de muitos portugueses nesses temas e consegui o tal voto útil.
Para isso não teve medo de ser acusado ( como o foi…) de racismo social.
Não tenho dúvidas que a força Nacionalista – que continua a não sabemos quantificar – foi canalizada para o CDS/PP.
Voto útil, ou não, daqueles que poderiam engrandecer qualquer projecto assumidamente Nacionalista foram para o CDS/PP.



Agora vamos ao PNR.
Bem, se os 13.214 votos ( 0.37%) nas ùltimas Europeias não foram o um bom resultado não sei o que direi dos 11.614 (0.21%) conseguidos agora.
Isto quer dizer que perdeu eleitores.
E perdeu. Foram, mais uma vez e em maior número, para o CDS/PP
Isto já tinha acontecido nas Europeias. Aliás, reconhecido pela seu cabeça de Lista, Dr. Humberto Nuno de Oliveira.
Mas daqui podemos retirar uma grande ilação. O eleitorado que poderá votar Nacionalista existe.
Existe e é real.
O Portas que o diga…
Manuel Abrantes

Comentários:
Dirigentes do PNR: Demitam-se!!!
 
Só uma ligeira correcção:

O PNR não perdeu votos em relação às Europeias, simplesmente desta vez concorreu a menos circulos, e nos 17 a que concorreu manteve a mesma votação que nas Europeias.

De todos os outros Partidos extra-parlamentares que tinha concorrido às Europeias apenas o MRPP e o PPM subiram em relação às mesmas, tendo o MMS, o MEP e a FHE descido muito substancialmente.

De qualquer maneira é evidente que para o exterior é uma votação bem escassa.
Para o interior e com os meios e pessoas que existem é um resultado extraordinário.
 
Portas usou a estratégia que viu recentemente Sarkozy utilizar em França: Aproveitar o maior mediatismo que possui por ser um Partido do sistema, e «colar» o seu discurso ao dos Nacionalistas, capitalizando assim votos de circunstância, apesar de ideológicamente não se rever verdadeiramente naquilo que foi afirmando na campanha.
Quanto ao PNR, atingiu um beco sem saída! Parcialmente por culpa própria, mas também porque a comunicação social o ignora na melhor das hipóteses (na pior diaboliza-o).
A vitória do PS é inevitável, porque o PSD não existiu enquanto alternativa. preocupante ainda, a continuação da escalada da extrema-esquerda, que apesar de ficar abaixo das expectativas da comunicação social (que os leva ao colo, ao contrário daquilo que faz com o PNR), cresceu exponencialmente.
Nalgum sitio este navio chamado Portugal há-de despedaçar-se! Esqueçam os Nacionalistas a luta politico-partidária. Nunca foi essa a resposta, porque este sistema é deles. Neste momento resta simplesmente esperar que o navio encalhe e seja despedaçado pelas ondas do défice, da divida externa e da falência social. Talvez depois, o Nacionalismo tenha uma palavra a dizer. Sem Partidos, sem lóbis, sem esta estrutura decadente que certamente se engolirá a si própria.
 
Desde que o PNR apareceu que os resultados têm sido "extraordinários"!! Mas onde é que o PNR quer chegar com esses "extraordinários" resultados? Isso é que eu gostava que me explicassem. Só se o PNR quer ser o POUS do nacionalismo. E daqui a mais 20 anos ainda andar a bater na mesma tecla.
 
o que faz falta é um verdadeiro Partido Nacional-Identitário

Cordiais Saudações

Carlos Boçal Branco
 
"Para o interior e com os meios e pessoas que existem é um resultado extraordinário."

o anónimo de cima afirmou isto,
ou seja, se por cada legislatura ( 4 em 4 anos) aumentarmos 2.000 votos
lá para ano 2070 chegaremos ao parlamento.
só um senão, não haverá mais aberturas de noticiários com "outdoors" nem reportagens em directo de Vila de Rei.
 
Mais um dado para análise que compara o que todos os Partidos gastaram na campanha eleitoral com o núm de votos que obtiveram, dando assim o valor por voto:

CDS = 1,44 € por voto
PSD = 2,03 €
PS = 2,68 €
MRPP = 0,86 €
PPM = 1,24 €
POUS = 0,43 €
PNR = 0,26 €
BE = 1,78 €
PND = 2,34 €
MMS = 2,41 €
MEP = 14,01 €
PTP = 13,05 €
PTP = 0,47 €
CDU = 4,37 €
FEH = 2,08 €
 
e qual é a fonte dessas despesas partidárias?
 
Ou seja, não há milagres, sem ovos não se fazem omoletes.

Quem acha o contrário, está na altura certa para se chegar à frente e subir dos 11,12 mil votos para os 100 mil nas próximas eleições.

O futuro é vosso.
 
A fonte é o site do tribunal constitucional na parte da entidade de contas onde todos os partidos têm os seus orçamentos de campanha disponiveis, ao abrigo da lei de financiamento dos partidos políticos.
 
Já agora, só mais uns dados de comparação no campeonato dos "piquininos" para ver quem perde e ganha mais.

Favor conjugar com os dados acima dos valores gastos por voto.

Partido Leg05 Eur09 Leg09
PNR 9374 13039 11614
MRPP 48186 43141 52633
PND 40358 21380
MEP 52828 25338
MMS 21636 16580
POUS 5535 5101 4320
PPM 13794 14997
FEH 17056 40395 12025
 
Anónimo disse...
Ou seja, não há milagres, sem ovos não se fazem omoletes.

Quem acha o contrário, está na altura certa para se chegar à frente e subir dos 11,12 mil votos para os 100 mil nas próximas eleições.

O futuro é vosso.

o que é preciso para me candidatar-me à direcção?
para além de ter as quotas em dias.....obviamente
 
OA PORTUGUESES DECIDIRAM E O P.S. MAIS UMA VEZ -- COMO EU ESPERAVA MAS LAMENTO -- GANHOU.

NAO COM MAIORIA ABSOLUTA...MAS GANHOU.
MAIS 4 ANOS DE RECLAMACOES, CHORADINHOS E CRITICAS VINDAS DE TODOS OS QUADRANTES.....

MAS JOSE SOCRATES NAO SE IMPORTA E FAZ BEM.
ELE IGNORA OS CRITICOS E PROSSEGUE COM O SEU PLANO DE "SALVAR" OS PORTUGUESES DE SI PROPRIOS.

PROVOU MAI S UMA VEZ QUE E UM VERDADEIRO AS NAS ARTES DE CONVENCER E CONSEGUIU QUE UM TERCO DOS PAROLOS VOTASSEM NELE.

COMO DIRIA O GRANDE WINSTON CHURCHILLL...NUMA DEMOCRACIA CADA POVO TEM O GOVERNO QUE MERECE...

NO MEIO DISTO TUDO ACHO QUE O CDS/PP FOI A GRANDE E AGRADAVEL SURPRESA DEST5AS ELEICOES.

E SE TIVESSEM UMA MAIOR ABERTURA PARA COM A DIREITA NACIONALISTA TERIAM TIDO AINDA MAIS VOTOS.

NAO E POSSIVEL DEPOIS DESTA VOTACAO QUE OS ESQUERDALHOS A ESQUERDA DO PCP E OS NEO-NAZISTAS DO P.N.R. NAO DESAPARECAM DE VEZ.
FINALEMTE MORRERAM.
NAO TEM QULQUER IMPLANTACAO JUNTO DO POVO PORTUGUES QUE PREFERE NAO VOTAR DO QUE VOTAR NELES, MESMO QUE SEJA EM PROTESTO.

O ABSTENCIONISMO PARECE CONTINUAR A SER UMA OPCAO QUE SE CONSOLIDOU DE VEZ.
TALVEZ ESSES SEJAM OS MAIS INTELIGENTES NO MEIO DISTO TUDO.

Renato Nunes


Número de Mensagens: 486
Idade: 67
Localização: Carolina do Sul, E.U.A.
Emprego/lazer: Reformado
Humor: óptimo
Data de inscrição: 31/03/2009
 
Nos circulos onde o PNR não concorreu, no boletim de voto não deveria constar o PNR certo?
Então porque no distrito de Setubal, constando no boletim de voto não existem votos contabilizados. No circulo dos Açores, ao qual o PNR não concorreu, no consta nos boletins.
É um erro da minha parte ou existe algo por aí a necessitar de ser verificado?
 
A quem possa interessar (e aproveitar, daqui a 4 anos)...

http://arestalia.blogspot.com/2009/09/uma-nova-direita-versus-esta-velha.html

http://blogoparcial.blogspot.com/2009/09/dispersao-dos-anti-sistema.html

Leovigildo

Signatário do PL
 
«Paulo Portas bateu-se nestas eleições em três pontos fundamentai: Segurança, Lei da Imigração e a questão do Rendimento Mínimo.»

Onde é que o Portas falou da Lei da Imigração, que votou a favor ou no mínimo abstevesse?
 
Portas ganhou efectivamente.
O PNR sumiu-se (para variar).Isto são factos.As razões podem ser muitas e quem tem tempo pode escalpelizá-las.
A única conclusão que tiro é que Portas não representa a nossa base social de apoio nem as nossas ideias.Mas pode representar o nosso eleitorado.À falta de alternativa credível.Que não é o PNR óbviamente,nem um PL,projecto tipo CDS/PND que começou bem.Logo no modo como apresentou o processo no TC.Quando digo alternativas,digo projectos credíveis com gente reconhecida na sociedade e que sabe o que faz.
Senão,temos o Portas à nossa janela...
 
e quem será essa figura credível, proeminente e popular?

até ao dia hoje. 29 de setembro, não existe.

e figuras credíveis haverão concerteza, mas populares no sentido de serem reconhecidas e adoradas pelo povo. não há.
e não se criam mitos à pressão, isso é tudo fantasia.

faz-me recordar aqueles actores secundários que ficam em bicos de pés na hora dos agradecimentos, para serem vistos ao fundo da plateia.

como não temos líder, apostaria numa frente eleitoral de direita
e em que cada um ficaria a ser o duce na sua freguesia. porque na área nacional já se sabe, há mais chefes do que indios.

Afonso

Signatário do PL
 
RIDÍCULO
Eis uma boa palavra para definir o PL... E o símbolo é a expressão gráfica adequada...
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]