quinta-feira, dezembro 17, 2009



UMA MACHADADA NA FAMÍLIA TRADICIONAL

Nota: a foto choca. Não choca?
Pois habituem-se que isto passou a ser o símbolo desta sociedade podre, caduca e aberrante.
E viva a esquerda socialista/comunista

O governo socialista do senhor Sócrates aprovou a proposta de lei sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo.
Os socialistas tinham esta proposta no seu programa eleitoral mas, durante toda a campanha, andaram a esconde-lo.
Nunca, declaradamente, apresentaram ao eleitorado a sua proposta. Tiveram medo de perder votos.
E não só tiveram medo de perder votos como o tiveram no próprio seio socialista. Muitos militantes não concordam com esta posição e rejeitam, por completo, tal atitude.
Silenciosamente o governo do senhor Sócrates impôs à sociedade a aberração do casamento oficial de meninos com meninos e de meninas com meninas.

È a aberração completa de uma sociedade podre, caduca e sem sentido.
O que é que vem a seguir?
O casamento oficial entre pessoas e os seus animais de estimação?
Claro que isto é absurdo e ridículo. Mas, há anos atrás, alguém pensaria no casamento entre pessoas do mesmo sexo sem ser, também, como uma coisa ridícula e absurda ?
Ele, aí está!.
Manuel Abrantes

Comentários:
CARO AMIGO

A ESQUERDALHA, LÁ VAI LEVANDO A ÁGUA AO SEU MOINHO, ISTO TORNAR PORTUGAL NUM PANTANAL TAL, QUE NUNCA MAIS SERÁ UM PAIS RESPEITADO, ISTO SE CONSEGUIR CONTINUAR INDEPENDENTE E SOBERANO...O QUE JÁ DUVIDO

FALTA-LHES A HONRA E A DIGNIDADE E A GRANDEZA DE ESPIRITO, QUE PERDEMOS, E NÃO MAIS ENCONTRAREMOS...POBRE PAIS
AO QUE CHEGASTE.

SÓ FALTA UMA LEI QUE OBRIGUE A SER PANELEIRO.

CUMPRIMENTOS E BOAS FESTAS
 
Nao olho a legalizacao do casamento homosexual como sendo um direito humano finalmente satisfeito mas sim como sendo um perigoso indicativo do estado degenrativo a que chegaram algumas decadentes sociedades europeias.

A propria Civilizacao Ocidental -- outrora de cunho fortemente Cristao mas hoje secularizada e dominada por ateus e elites anti-religao -- debaixo da hegide de um Esquerdismo intelectual ao servico do Grande Capitalismo Globalista Euro-Americano caminha para um crepusculo que nao me parece que esteja a muitas decadas de distancia.

A aceitacao -- sem quase discussao ou ascultacao dos cidadaos -- , a proteccao e a promocao descarada da homosexualidade e suas variadissimas aberracoes -- o tal diferente estilo de vida que seus defensores tanto apregoam -- feita pelos grupos homos com o suporte total dos homos dentro dos Media, e dos Governos e por muitos cidadaos ceuinhos e incautos -- como os nossos -- e um sinal de que a desintegracao e o fim estao perto.

O excesso de tolerancia aliado a falta ou ignorancia de valores tradicionais e disciplina garantem que a(s) sociedade(s) pagara(o) bem caro a escolha do caminho facil do aceitar tudo o que for apetecivel e de prazer.

Em Portugal, o tempo nos dira e mostrara qu beneficios tal decisao veio trazer ao pais ou se na verdade veio a torna-lo ainda mais debochado e atrasado!
 
Gostei muito do post.
Recomendo a leitura de "União bestial" em «monarquialusitana.blogspot.com».
Cumprimentos.
 
Sinceramente, não sei onde isto vai parar... Assisto a uma inversão de valores morais. Como disse o dr. Gentil Martins, a homossexualidade é uma doença mental. E é médico...
Estou no 12º, sempre que se toca no assunto dos casamentos entre homossexuais, levantam-se logo vozes a dizer que sim senhor, é um direito humano e tal... Agravando com a adopção, imaginem este cenário: a professora pergunta ao aoluno adoptado por um casal de homossexuais "quem é a tua mãe?" ao que o miúdo responde "é aquele senhor ali de bigode..."
Não entendo.
Cumprimentos a todos e em especial ao autor deste blog.
 
Saudações.

Parece-me que tanto os comentadores como o próprio autor do blogue ainda não perceberam a diferença entre uma lei que legaliza o casamento entre pessoas do mesmo sexo e uma lei que obriga os heterosexuais a serem homosexuais. E parece-me também que o que está a ser discutido aqui é a semântica da palavra "casamento" e não o acto legal em si. Chamem-lhe "casamento", "união", "acordo"... chamem-lhe o que quiserem mas a questão é que eles são cidadãos e devem poder gozar dos benefícios financeiros (e não só) do casamento.

Quanto à "naturalidade" do casamento homosexual digo-lhe que muito mais natural é a homosexualidade do que o casamento tradicional. Passo a explicar, na Natureza observamos em muitas espécies o acasalamento entre animais do mesmo sexo (incluindo muitas espécies de primatas e outros mamíferos) logo a homosexualidade é algo que faz parte da Natureza. Já do casamento tradicional não se pode dizer o mesmo... esse, como é obvio, foi invenção humana, aliás, a própria noção de "fidelidade" não existe senão nos humanos. É claro que não estou a dizer que devemos ser como animais. Somos seres conscientes e daí termos criado civilizações, as quais foram evoluindo e o que parecia absurdo numa época é aceitavél noutra. Por exemplo, agora você acha absurdo duas pessoas do mesmo sexo casarem, há 100 anos acharia absurdo uma mulher votar, há 300 acharia absurdo não haver escravatura, há 1000 acharia absurdo a Terra ser redonda, há 2000 anos, em Roma, acharia absurdo que alguém não tivesse relações homosexuais (prática vulgar entre os romanos) e por aí fora...

Quanto ao "casamento oficial entre pessoas e os seus animais de estimação" tenho apenas a dizer que foi um comentário infeliz e desnecessário da sua parte (visto que os animais não podem manifestar a sua vontade perante a Lei - requesito necessário à celebração do casamento) num post que trata dum assunto sério.

Cumprimentos
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]