terça-feira, janeiro 05, 2010



ANO NOVO
DÍVIDAS E POLÍTICAS VELHAS

Começou ano de 2010. Em termos políticos e económicos o que poderá vir por aí?
A dívida externa continuará num aumento galopante.
Para o leitor(a) menos conhecedor deste assuntos, a Dívida Externa é o somatório dos empréstimos contraídos no exterior pelo próprio Estado, por outras instituições públicas e privadas e pelos financiamentos do sector da banca.
No final do primeiro semestre de 2008 a dívida externa total portuguesa atingia o valor máximo de sempre, 344 mil milhões de euros (aproximadamente o dobro do PIB nacional), ou seja 200% do PIB (Produto Interno Bruto). Para mais facilmente se perceber este montante absurdo basta pensar que, mantendo os mesmos níveis de produção, todos os portugueses teriam, em teoria, que trabalhar dois anos sem ganhar vencimento para poderem pagar a dívida externa do país. E estamos a falar, só, em 2008…

Já em Fevereiro do ano passado o Presidente da CIP (Confederação da Indústria Portuguesa), Francisco Van Zeller, denunciou que estamos a endividar-nos em dois milhões de euros por hora. Já lá vai quase um ano e ninguém – nem o Governo - contestou esta análise do Presidente da CIP.
Só não estamos arruinados e com o martelo pesado (ainda mais) do Fundo Monetário Internacional (FMI), porque estamos inseridos na União Europeia e temos e Euro como moeda.
Só por isso…

Outro aumento galopante é o desemprego. Segundo dados oficiais já ultrapassamos o meio milhão de desempregados, mas a realidade é bem diferente. Calculo que nos aproximemos de um milhão. Ou seja: em cada dez portuguesa um está sem emprego ou com precariedade de trabalho. E o problema é que a tendência é para subir ainda mais.

Outro assunto que virá aos temas Nacionais é a questão do défice.
A Comissão Europeia divulgou as suas Previsões que apontam para uma deterioração do défice orçamental português de 2,6 por cento do PIB, em 2008, para 8,0 por cento, em 2009 e em 2010, subindo para os 8,7 por cento em 2011.
Isto só quer dizer que iremos, mais uma vez, ser sobrecarregados com sacrifícios para a estabilização do mesmo.

Outro tema para 2010 é a questão da estabilidade governativa.
Tudo leva a crer que o governo do senhor Sócrates não consegue governar em minoria relativa. E digo governo do “senhor Sócrates”, porque governar em minoria sempre foi algo que os socialistas souberam fazer. Desde Mário Soares a Guterres, os socialistas sempre encontraram formas de governar e de encontrar consensos. Contudo, este novo “PS” da arrogância e dos esquemas mediáticos apenas se preocupa com a sua imagem de forma a aparecer como vítima perante a opinião pública. Tudo isto com um único objectivo: provocar novas eleições e tentar uma nova maioria absoluta de forma a governar como gosta. Ou seja: - Quero, posso e mando.

São estas – infelizmente – as minhas previsões para 2010.
Manuel Abrantes

Comentários:
Asua oprevisoes nofundo ate sao optimistas.
Eu da minha parte prevejo que existe uma possibilidade de um colapso economico-financeiro mais para o fim de 2010.

Se a Grecia falir podemos estar quase seguros de que Portugal tambem ira falir pois aqueles que emprestam dinheiro vao pedir contas e aumentar as taxas de juro que cobram pelos emprestimos.

Quanto ao P.S. eu acho que vai governar como lhe apetece mesmo em minoria. Nunca subestimar a sagacidade e oportunismo de Joase Sorates.

Socrates sabe que nao esta em minoria "real".
Tem a seu lado um P.S.D. que -- apesar de fazerem uns protestosinhos para lancar areia nos olhos dos seus adeptos -- o suportara sempre naquilo em que ele precisa desesperadamente de ajuda "externa".
 
É verdade,que o PNR vai acabar em 2010?Pelo que se fala por aí,o PNR está moribundo,e sem seguidores.
 
é verdade que quem fala em pnr acabado é tudo gente que já acabou realmente...ou gente que nemsequer comessou...a lenga-lengado pnr acabado já dura á muito tempo?...e afinal pequeno ou grande a subir ou a descer o pnr está lá !!!acabam as pessoas dentro e fora do pnr...o pnr está sempre lá!!!
 
O PNR fez a sua Convenção. Com muitas moções, com muito debate.
Estão a entrar noos militantes é altura de se defenirem, ou ajudam o único partido nacionalista ou fiquem para sempre no gueto das conersas de café.
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]