quarta-feira, setembro 03, 2008


PAULO PEDROSO INDEMNIZADO
- AS MALHAS QUE O IMPÉRIO TECE


Ex-deputado socialista Paulo Pedroso ganhou a acção contra o Estado por ter estado preso preventivamente quatro meses no âmbito do processo Casa Pia.

Uma decisão sobre a qual, em nota da Procuradoria-Geral da República, o Ministério Público fez saber que vai recorrer "por não se conformar com a decisão que condenou o Estado ao pagamento de cem mil euros".

Segundo se pode ler no “Diário de Notícias” o fundamento, prende-se com um "erro grosseiro" por parte do juiz de Instrução Criminal, Rui Teixeira, que decretou, em Maio de 2003, a prisão preventiva ao socialista por considerar existir perigo de "perturbação do decurso das investigações, da ordem, tranquilidade pública e perigo de continuação da actividade criminosa". E foi esse mesmo argumento usado para aplicação da prisão preventiva em 2003 que fez a juíza Maria Amélia Puna Lopo decidir contra o Estado, por ter considerado a decisão de Rui Teixeira como "erro grosseiro".
Paulo Pedroso, disse ao “DN” que considerou a decisão como "um passo importante para um reforço na confiança na justiça" e não exclui a hipótese de assumir o mandato de deputado, agora que o tribunal decidiu indemnizá-lo pela decisão que o manteve mais de quatro meses em prisão preventiva. Oficialmente, porém, não comenta a hipótese: "Sinceramente, hoje não tive tempo para pensar nisso. Ocupei-me a gerir a minha alegria", concluiu o ex-deputado socialista.

O BOLO REI E A FAVA

Bem! O processo “Casa Pia” ainda vai acabar por o Estado ( todos nós!) ter de indemnizar todos os arguidos e (já o fez) todas as vítimas dos abusos sexuais.

Ao Zé povinho saiu-lhe a fava neste bolo rei. Não tem nada a ver com isto e dos seus impostos vão sair milhares de euros para indemnizações compensatórias.

Não vai haver culpados nenhuns e tudo não passou de um grosseiro equivoco. O juiz Rui Teixeira foi um “grosseiro” – que tem tipo disso, é verdade – e os dados da investigação que lhe chegaram às mãos para decidir estavam falseados.
Querem lá ver que foram os “malandros” dos polícias os culpados disto ?

No meio desta história toda os lobos saem em grande e, no final, alguém vai papar os cordeirinhos.
Vai haver grande almoçarada e muita conversa sobre qual será o tema da próxima história.
E, nesta republica bananoide e socialista, todas as histórias têm um final feliz. Isto quer a princesa case com outra princesa ou um príncipe case com outro príncipe.
Pronto!
Manuel Abrantes

Comentários:
Pois é.
A Justiça só é boa quando condena aqueles de quem não gostamos e absolve os nossos.
O Sr. dá a entender, insinua, que Paulo Pedroso não deveria ter sido libertado, que deveria continuar preso e, quem sabe, ser condenado.
Se tem provas, pois que as apresente, em vez de insinuar.
Ou acha que a Justiça só erra quando liberta alguém que já tinha sido condenado na praça pública?
Se houve - e está provado que houve - erro grosseiro, por que motivo haveria a justiça de insistir nesse errro?
Prender um inocente?
Não indemnizar um preso ilegal?
E se o mesmo se passar com o seu "filho" Mário Machado?
Também vai ficar indignado e afirmar que lá vamos nós, o povo, pagar a indemnização, na eventualidade da sua prisão resultar de um erro grosseiro?
Em que ficamos, Sr. Estado Novo?
 
Sr(a) anónimo
Não tenho filhos. Só tenho duas filhas.
Que provas é que, também, tem para dizer - claramente - que houve erro grosseiro ?
Apresenta-as.
Pessoalmente não acredito que nenhum juiz prenda - seja quem for!!! - sem que exista fortes indícios de prática de crime.
Eu penso assim. Mas dou aos outros o direito de pensarem de forma diferente.
E quanto a esse "Mario Machado" o senhor(a) deve conhece-lo melhor do que eu.
Manuel Abrantes
-Este é o meu nome e não estado novo ou novo estado ou o que lhe queira chamar.
 
Chamou "filho" a Mário Machado numa extensa e emocionada carta blogosférica.

As provas de erro grosseiro foram alegadas em Tribunal. Foram apresentadas. A sentença foi proferida. Qual é a dúvida?

O Juíz é um ser humano, falível, que também erra. Neste caso, grosseiramente.
Ficou provado em Tribunal tal erro, e a sentença foi emitida.
Qual é a dúvida?

O Sr. e Mário Machado foram camaradas de partido. Eu não conheço o M. Machado de lado nenhum. Qual é a dúvida?

Acabou por não responder ao meu primeiro comentário.
Deixe lá. Não se esforce.

Cumprimentos.
 
Sr. (a) Anónimo

Nenhum de nós sabe se Paulo Pedroso é culpado ou inocente. Sabemos é que a justiça, no que toca ao caso Casa Pia, falhou. Se aquele "grupo" (de Carlos Silvino a Carlos Cruz) estava inteiramente inocente, então nunca deveriam ter sido detidos nem expostos ao julgamento popular provocado pelo sensacionalismo da comunicação social. Por outro lado, se o "grupo" era realmente constituído por pedófilos, a estadia no cárcere foi demasiado curta.
Qualquer que seja a hipótese verdadeira, o caso Casa Pia demonstrou inequivocamente o estado de impunidade que se vive em Portugal, seja para os pedófilos ou para aqueles que levantam falsos testemunhos.
Eu não sei se Paulo Pedroso é culpado ou não dos crimes que o imputaram. O que sei é que ele foi recebido com aplausos, abraços e ovações na Assembleia da República quando foi libertado. Foi a primeira vez em Portugal que se recebeu, COMO UM HERÓI, um indivíduo acusado de pedofilia. Não digo que ele devesse ser ostracizado nem maltratado pelos seus "amigos" do PS. Mas o que é que ele fez para receber tamanha ovação?

O Primeiro-ministro demonstrou publicamente o seu regozijo pela indemnização de Paulo Pedroso. Já tinha sido testemunha abonatória de Fátima Felgueiras. Talvez o Dr. Vale e Azevedo devesse filiar-se no PS, tendo em conta a predisposição do executivo socialista para "apoiar" arguidos do seu partido.
Neste país toda a gente é inocente, excepto os que não têm dinheiro, nem amigos influentes, nem um cartão de um partido qualquer.

Dux Bellorum / Ricardo de Vasconcelos
 
É este o estado calamitoso, que o "sistema" plantou:- uns são mais iguais que "outros".
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]